É apenas o almoço

Esse é o começo de um livro que estou escrevendo. Ele se chama "A menina que queria comer o mundo"

2020.11.27 01:31 frustratedwriter15 Esse é o começo de um livro que estou escrevendo. Ele se chama "A menina que queria comer o mundo"

Parte 1: Sobre novos começos. A menina que queria comer o mundo Eu tenho um sonho recorrente, onde eu estou de frente ao oceano, as ondas batendo no meu tornozelo como uma gelada lembrança de que eu estou caindo aos pedaços e assim como o vento, eu desapareço. Me faço ar e água, eu viajo a mundos desconhecidos que são feitos de sussurros e histórias não terminadas que foram engolidas pela minha forma. Nesse sonho eu não sou feita de pedaços quebrados, eu não sou feita de beleza invisível, eu não sou feita de lágrimas derramadas em vão ou gritos ao silêncio. Eu sou de água e ar, eu mudo conforme necessário, eu sou amada incondicionalmente. Nesse sonho eu não existo. Mas então eu acordo, e estou de volta na minha cama e sentindo o sol esquentar o meu rosto, lembro o que realmente é real. Esses são os meus dias mais difíceis, na escola nada parece certo, eu fico com aquele sentimento no coração que é pesado demais pra carregar e difícil demais para explicar, são nesses dias que meus ombros abaixam e minha cabeça fica presa entre o real e o imaginário. Às vezes eu me pergunto se eu vou conseguir chegar até o dia seguinte, afinal como eu vou continuar sabendo que sou de carne e osso e existem limites para o meu ser? Eu não posso fugir, então fico presa nesse pequeno corpo que pouco significa comparado a grandeza de tudo e eu, continuo. A escola pode ser considerada um local de sentimentos mistos, lá eu consigo me superar e sinto que prenchoo um pequeno vazio de tudo o que falta em mim, mas também é lá onde ponho todo meu esforço para ser engraçada, ser compreendida e amada, é como uma constante prova onde eu tenho que passar e ganhar o respeito de todos, apesar disso eu ainda me sinto invisível. Sou um daqueles fantasmas de filme, posso ser sentida um toque ali, uma risada aqui, no entanto ninguém me enxerga, consigo ver atrás das risadas e das conversas animadas. Consigo sentir as pessoas se perguntando de onde ela surgiu? Eu continuo apesar de tudo. Eu então me refugio no meu quarto, entro no começo da noite e só saio quando o mundo fica quieto. Esse horário é perigoso, a quietude e a solidão te dão uma segurança falsa, elas contam mentiras de liberdade e falta de consequências. Esse é o momento em que eu ataco, de repente me vejo sem controle do que eu penso, sinto ou faço. Eu começo a comer, não importa o que, são poucos minutos em que o mundo me traz prazer e felicidade. Sou inundada por gostos e cheiros que me preenchem, cada lugar onde um dia foi vazio é preenchido por um sabor diferente.Salgado, azedo, doce, amargo não me faz diferença, contanto que sirva o seu propósito. Aos poucos volto a me sentir cheia até a respiração ficar difícil, e o meu corpo se sentir grande demais, assim faço o meu caminho de volta ao quarto e lá me faço a vítima de tudo o que eu acabei de fazer, e de tudo o que já fizeram comigo. Enquanto a culpa desce sobre mim eu vou adormecendo, deixando a dor se ajustar ao meu corpo, dominando tudo. Eu chamo isso de ciclo, estou presa nele, sobrevivo por causa dele, estou viva por ele e eu não sei como quebrá-lo, consigo o enganar fugir por algumas semanas, meses às vezes, mas ele sempre me acha e me traz de volta. Poucas pessoas sabem sobre ele, minha mãe foi a primeira a notar, no começo eu não quis acreditar. Afinal, como eu poderia estar me sabotando? No entanto, quanto mais as palavras ecoavam na minha cabeça, mais sentido fazia não apenas o que ela me disse, mas a minha vida inteira. Quando entendi o que ela me disse, entendi os vazios. Parecia que minha vida toda tinha sido finalmente posta em uma luz fria. No dia seguinte, a tarde fui a aula de pintura e contei pra uma pessoa, minha amiga Maria. A partir daquele momento ela passou a guardar meu segredo mais precioso, a razão da minha derrota. Não contei pra Maria sem motivo, para entender o meu porquê, você precisa entender ela. Maria é uma daquelas pessoas que emana luz e cheira a campos de flores em dias ensolarados, ela vê algo mais profundo e de alguma forma entende. Você não quer ser apenas conhecida por ela, quer ser enxergada por ela e, eu, fui. Ela viu por trás do esforço e das falsas personalidades, ela enxergou minha essência, o que quer que ela seja. Eu decidi a fazer minha confidente, guardei todos os seus segredos e ela os meus. Dessa forma, quando eu a contei sobre o ciclo e os vazios, ela não sentiu pena, não me perguntou se eu precisava ser ajudada. Não, ela compreendeu o que representava e o que significava. Acho que esse foi o primeiro dia em que eu estava completamente presente, eu não era um espírito observando todos e tentando agir de maneira certa, não, naquele dia eu existi. Pela manhã o dia não se misturava em fragmentos e borrões, eu conseguia ver os acontecimentos claramente. Ainda sim, no café o nevoeiro havia voltado, mas naquela manhã eu não me importei, porque agora eu tinha uma memória para guardar e não importava o quão escuro ficasse nada poderia tirá-la de mim. O dia seguiu normal, os momentos e as pessoas voando por mim, todas com um propósito, com um lugar para ir. Quando eu cheguei em casa, o vazio me invadiu, a noite e a sua solidão tomaram conta de novo, era como um tsunami que recuava ocasionalmente, mas sempre voltava com o dobro de força. Me arrastei até o quarto, deitei e fechei meus olhos e por uma hora imaginei praias brancas com as ondas indo e voltando, imaginei o ar da montanha batendo na minha cara e grandes florestas me rodeando, imaginei um campo florido com uma brisa leve me abraçando, imaginei um lago fundo e gelado, imaginei ser feliz e quando eu não consegui mais imaginar eu fui pra cozinha. Apesar de ter sido a primeira a notar, minha mãe nem imagina que eu ainda estou presa no ciclo, com muito esforço eu convenci ela de que eu melhorei. Meu último desejo era preocupar ela. Nós vivíamos sozinhas, meu pai desapareceu quando eu ainda era pequena e desde então a casa ficou vazia e o escritório foi ocupado por várias noites em claro. Meu pior dia foi uma noite fria de julho, a casa vazia fazia o meu coração arder e como uma tempestade de verão eu fui arrastada até a cozinha. Quando cheguei lá não consegui parar, eu estava no olho do furacão e assim eu comi, e comi e até os meus olhos arderem como o meu coração, e minha respiração ficar fraca eu não parei de comer. Eu acordei na minha cama no dia seguinte. Minha mãe já trabalhava na cadeira do meu quarto, e assim que percebeu que eu estava acordada ela apertou minha mão e me deu um olhar de pena. Eu nunca me senti tão inferior e envergonhada como naquele dia. As aulas de arte eram a minha salvação, meu porto seguro. Por arte você não precisa descrever sua dor, não precisa explicar, a dor só precisa ser sentida. O pincel passou a contar meus segredos, ele coloriu minhas cicatrizes e enfeitou a névoa. A arte era única parte minha, que não havia sido tocada pelo ciclo ou pela dor, ela era meu pequeno presente e eu a guardava com todo o meu ser. Como você já deve ter reparado, Maria é minha única amiga. E eu não digo isso para ser engraçada, apenas conto a verdade. Eu já estava acostumada e por mim nada precisava mudar. Quando uma das meninas se aproximou de mim na escola, eu não dei muita importância, eu não sou uma pessoa falante e em pouco tempo ela desistiria de mim. Mas recreios viraram almoços, e almoços viraram tardes na companhia dela. Por algum motivo ela não necessitava que eu conversasse, ela fazia isso por mim. O nome dela era Esther, de acordo com o que eu conseguia ouvir ela viraria uma arquiteta e pretendia fazer a casa de várias celebridades. Esther virou uma constante na minha vida. Quando eu fui parar no hospital, minha mãe e Maria já não estavam mais na companhia uma da outra, Esther estava lá e iluminava o quarto com suas conversas animadas e gargalhadas feitas de música. Esther tinha uma vida, um namorado e dois pais, ela morava perto da escola e pretendia se mudar quando se formasse. De acordo com ela eu tinha muita sorte de ser acolhida por ela. Eu não discordava, eu realmente tinha sorte. Esther era como um anjo caído do céu, a sua pele é da cor da noite e brilha quando o sol bate nela, os seus cabelos são grandes e cacheados e ela ama por ele em penteados. Ela ama abraços e consegue me deixar sem graça toda vez que me beija na bochecha para me dar tchau, eu não sou boa em demonstrar amor. Você deve estar se perguntando qual é o meu nome, ele é estranho, mas minha mãe o ama porque ele significa divina e pra ela eu sou completamente divina. Meu nome é Diana, ele não combina comigo, mas eu gosto de imaginar que em outra vida eu realmente fui divina. É tão estranho como pequenas coisas fazem diferença na nossa vida. Um sanduíche a mais, domingos sonolentos e ensolarados, uma amiga a mais, um beijo. No dia 15 de abril meu mundo brilhou, uma coisa dentro do meu coração foi acordada, algo que eu não sentia há muito tempo. Nesse dia, eu e Maria fomos visitar Esther, era aniversário dela e a ideia de festa dela era nós duas e seu namorado. Maria gosta de ser pontual, então chegamos 10 minutos mais cedo, ela segurava uma bandeja cheia de biscoitos e eu segurava a pintura que eu havia feito pra ela de presente, ela merecia, 17 não é uma idade fácil de chegar. A casa de Esther não era muito grande, mas também não era pequena, ela tinha um quintal e até o ar parecia diferente aqui, como em um filme. Andar pela casa dela era como ver o que sua vida deveria ser, a casa dela parecia ser tirado de um poster do prédio do serviço social. Quando entramos no quarto dela a felicidade se foi, eu nunca me senti tão desconfortável como quando vi Esther chorando. Enquanto eu entendia o que estava acontecendo, uma raiva também descia sobre mim, porque ninguém jamais deveria machucar Esther. Após alguns copos de água, finalmente conseguimos descobrir que seu término era o motivo do choro. Ele tinha arranjado uma menina melhor, de acordo com ela e ele tinha decidido que hoje era o dia ideal para contar-lá. Eu não me lembro de muito depois disso, os sons e as vozes viraram um só. Tudo o que eu conseguia ouvir era minha raiva, eu me sentia um vulcão prestes a explodir, como alguém ousava machuca-lá? Por que as pessoas eram tão cruéis? O que eu, ou Maria ou Esther havíamos feito para merecer tanta merda? A raiva borbulhava por baixo da minha pele e eu precisava socar alguém. Aos poucos decidi que eu não tinha força suficiente para socar alguém, invés disso pela primeira vez em meses eu decidi falar. - M...Man..Manda ele sse fuder. Foi a primeira vez que falei na frente de Esther, ela me olhava com os olhos arregalados, enquanto Maria colocava o copo de água no criado-mudo. -Você fala! Eu estava prestes a começar aula de sinais - ela falou com um sorriso no rosto, enquanto me encarava, eu apenas acenei com cabeça e soltei uma risada baixa. Eu nunca tinha passado um dia como aquele, só nós três comendo besteira sem culpa, elas conversando enquanto eu observava e ria eventualmente. Nesse dia eu descobri o que era felicidade. A noite veio rapidamente, e levou Maria com ela para sua casa, no entanto eu decidi segurar aquele sentimento e dormir na casa de Esther. Eu estava com medo, as noites não eram meus momentos mais fáceis, ainda sim eu queria pelo menos uma vez na minha vida falar que eu fui verdadeiramente feliz. Nós comemos e assistimos um filme, e por fim Esther quis ir até o seu quintal. Enquanto observamos o céu, uma tristeza desceu sobre mim, não era a tristeza que eu estava acostumada, mas sim uma saudade antecipada do sentimento que preenchia meu coração, eu queria poder congelar esse momento, mas ele escorregava aos poucos pelos os meus dedos. - Eu sei que minha vida parece perfeita, mas às vezes eu me pergunto se eu mereço isso, sabe? Eu nem sei se eu sou uma boa pessoa, alguém me ama? - Isso me pegou de surpresa, porque pra mim não existia uma versão dela que não fosse amável, para mim ela era tudo que existia de amável no mundo. - Eu te amo - eu sussurrei e peguei sua mão na minha, enquanto as palavras caíam sobre ela, eu decidi que era amar ela o que me fazia uma pouco mais próxima da luz. Se ela era tudo de amável no mundo e se eu era a única que a amava, então eu também era mesmo que só um pouco. Certos momentos ficam marcados na sua memória, eles não sempre fazem sentido, mas são esses pequenos momentos que te trazem de volta, quando o oceano tenta te puxar e te afundar, essa noite foi um desses momentos. Nada grande aconteceu, nada especial, eu não virei uma pessoa diferente, ainda sim eu nunca esqueceria o cheiro de grama molhado e calor dos dedos dela entre os meus, se isso era felicidade eu nunca mais queria largar-lá.
aqui vc encontra tudo que eu já escrevi, até agora
submitted by frustratedwriter15 to EscritoresBrasil [link] [comments]


2020.11.22 01:08 bombarril Ruim com ela, pior sem ela

TL;DR: terminei hoje, eis aqui um longo desabafo.
Hoje de tarde pedi um tempo para minha então namorada. Nossa relação estava me fazendo mal, e os momentos bons eram tão raros que não compensavam o esforço. Mas como me dói... Eu ainda amo aquela menina, e sei que ela realmente estava tentando ser uma boa namorada para mim, só que eu não acho que ela possa simplesmente mudar o jeito dela, nem acho que isso seja correto.
Eu sinto falta de quando a gente era amigo. Tudo era tão mais fácil... A gente se via, comia junto, dava risada, assistia um filme. Depois disso, íamos cada um pra sua casa, sem compromissos, sem discussões. Só coisa boa. Começamos a namorar e começam as expectativas um do outro. Eu nem sei se eu pedia demais, sabe? O que me motivou a pedir um tempo foi a falta de interesse dela.
Eu sei que ela tem seus compromissos, e que o pai dela é um pé no saco, mas poxa, já estamos há 20 dias sem se ver, e moramos perto. Eu também tenho meus compromissos, e conseguia sempre arranjar um espacinho para acomodar algum encontro ocasional. Eu propunha encontros sempre, sempre. Na amizade a gente se via umas 3 vezes por semana. Começamos a namorar e passamos a nos ver aos fins de semana. Depois só de domingo. Estamos há algum tempo nos vendo domingo sim, domingo não. E pra mim isso simplesmente não dá. E quando a gente finalmente se vê, ela age tão distante... Ela não segura minha mão nem me beija. Se eu ganhar um selinho é muito. E mesmo que eu só abraçasse ela pelo resto da minha vida, por mim isso não seria problema, sabe?
Eu me sinto... descartável. Toda vez que eu planejo um encontro e ela me fala uma das 3 clássicas, eu fico bem mal.
  1. Estou ocupada
  2. Meu pai não deixa
  3. Não quero
E ela? Tanto faz. Ela mesmo me disse isso uma vez. Não fazia diferença se ela me visse ou não. Ela estava contente apenas trocando mensagens. A gente praticamente webnamora, embora moremos na mesma cidade e sejamos maiores de idade. Ela é um amorzinho por mensagens, responde rápido e a qualquer hora, sempre dizendo que me ama e que me quer na sua vida. Mas ela fala uma coisa e age de outro jeito... Sei lá. Peço pra fazer call e parece que eu tô pedindo o cu dela. Sempre um sacrifício pra ela fazer qualquer coisa. Convido ela para jogar o jogo favorito dela, pq eu tô com saudades, e ela várias vezes me diz q n ta a fim ou q tem mais oq fazer. Daí em questão de 1h eu vejo e ela ta la jogando solo q. Ah, mas vsf. Eu valorizo demais o tempo q eu passo com ela, seja oq for. Pra vc ter uma ideia, eu já fui até em velório pra outra cidade com ela. Odiei, foi péssimo, mas eu fui pq era com ela. A companhia dela me motivou. Agora ela? KKKKKKKKKKKKKKKKKKK. Uma vez eu tava NA RUA DELA, e falei:
"Amor, tá em casa?"
"Tô, pq?"
"Tô aqui em frente kkkkk. Vem aqui"
"Não posso"
"Como assim?"
"Tô ocupada agora, não vou sair aí"
Eu chorei. Estava morrendo de saudades. Eu sou meio trouxa, eu admito.
Sei que ela era fiel. O problema real dela é a depressão. Ela sofre com isso desde a amizade, e eu sempre fiz meu melhor pra ajudar ela com isso. Sei que provavelmente seria bom pra ela que eu continuasse vivendo este relacionamento, mas honestamente, pra mim não dá mais. Choro quase todo dia, passo um puta nervoso, pq ela simplesmente se isola de mim e de todo mundo. Preferia ainda ser o amigo dela. Ser seu namorado tem sido desgastante.
Enfim, pedi um tempo pra ela hj de tarde, após mendigar pela terceira vez no dia se eu poderia ver ela. De manhã, ela disse q n sabia, q ia ver. No almoço, disse que faria faxina e q só se fosse mais tarde. Daí fim de tarde ela me diz q nem fez faxina, e que n ta fazendo nd, mas q a gente n ia se ver msm. Isso a gente estando há VINTE dias sem se ver. Daí eu tiltei. De modo educado, claro.
"Sério. Pra mim não dá mais. Não aguento mais esse sufoco pra simplesmente ver a sua cara. Eu quero um tempo."
A resposta dela?
"Tudo bem, eu compreendo. O que quer que você ache melhor para vc"
Não nos bloqueamos nem nada. Só não nos conversamos, e planejo tratar ela como uma conhecida por algum tempo, enquanto eu organizo minha cabeça, e ela a dela.
O que eu realmente espero com isso é que ela mude de ideia sobre tudo, e comece a me valorizar. Mas eu n acho q isso vá acontecer. Acho q acabaremos n voltando mais.
O que me dói, honestamente. Sei que todo mundo deve dizer isso, mas é minha primeira namorada e eu n consigo imaginar outra pessoa em seu lugar. Eu vou provavelmente procurar alguém muito similar, e comparar essa pessoa à minha ex. Eu simplesmente amo ela, conheço tudo dela, sei de tudo que ela gosta e de que ela não gosta. Sei dos podres, dos problemas, dos medos. E ela os meus.
Caras, aiai. Eu amo ela como eu amo minha irmã, como eu amaria uma filha. Eu quero tanto ela bem, puta merda. Eu tô mto dividido, queria que ela fosse diferente. É só... Mas é tão difícil...
Antes fosse só ela o problema. O pai dela me detesta por várias e várias razões. Eu tenho que ouvir as abobrinhas dele toda vez que cogito algo que ele não aprove, além do que ele já critica meu jeito e minhas atitudes. Ele me culpa por tanta coisa que eu nem tenho nada a ver...
Queria nunca ter pedido ela em namoro, gente. Acho que é isso. Sinto falta da minha amiga, e da minha paz de espírito.
submitted by bombarril to desabafos [link] [comments]


2020.11.20 00:17 miranharevers Tive um desentendimento com minha mãe

Primeiro desculpe os possíveis erros de português.
Vamos lá nesse momento estou no meu quarto chorando ( um bom começo não acha ). O porque de minha pessoa estar chorando alguns se perguntam, eu tive um desentendimento com minha mãe pode não ser algo muito grande mais e um problema kkk, o motivo do desentendimento e simplesmente pq do ponto de vista dela eu não faço nada, do ponto de vista dela eu simplesmente passo o dia todo no celular o que e quase verdade, vamos lá minha rotina e acorda ( 8:00 ou 9:00 eu suspeito que tenho insônia e vários outros problemas de saúde ) eu acordo, vou merendar e faço as tarefas o que leva entorno de 1 hora ou seja após terminar minha atividade que termina entre 10:00 a 10:40 depende da minha disposição e o tamanho da tarefa, após isso vou me divertir com minha atual melhor amiga, quando chega a 12:00 a mãe chega ai ela começa a fazer o almoço tudo normal almoçamos e então após o almoço vou descansar um pouco ( do preparo ate a hora de comer leva entorno de 1 hora e meia ou mais ) então quando bate 14:00 vou fazer atividades atrasadas da escola e fico nisso ate as 15 e daí eu começo a arrumar a casa o que um única tarefa como lavar as vazias ou varrer a casa leva entorno de 40 minutos então faço um dos dois e me preparo, quando bate 17:00 vou correr com meu amigo e volto as 18:00.
Pra que me dar o trabalho de contar toda minha rotina pra vocês bem e que hoje eu fiz tudo isso mais aparentemente minha mãe não anda satisfeito com o que tenho feito ou seja ela não quer que eu estude ( eu posso ter interpretado as palavras dela errado pois estou muito triste agr ) e me concentre mais em cuidar da casa como eu diria um escravo vamos dizer assim sei que e pesado mais e a única coisa que tenho para descrever no momento, continuando ela me chamou de praticamente tudo que ela considera imprestável ela ate me chamou de filhinho do papai, sabe quando eu ouvi todas essas coisas eu cansei então fiz a mesma coisa eu argumentei não a chamei de imprestável mais apenas apontei sua atitude em relação a mim e tipo sei que não vai mudar nada pra ela mais pra mim meu mundo desmoronou tipo não sei se ja sentiram e como se o motivo de vc fazer várias coisas sumiu, eu faço praticamente tudo por ela pq eu amo minha mãe e sei que quando ela se for nunca vai haver outra, mais cara dói demais ouvir isso dói muito mesmo,com certeza uma parte de mim morreu após esta discussão, depois disso tenho certeza que amanhã ela pode esquecer isso mais isso furou meu coração, e sério ouvir isso da sua mãe e pior que ser humilhado pelo mina que se ama.
Se vc gastou seu tempo lendo até aqui eu agradeço e mais uma vez desculpe sobre os erros de português, e uma Boa noite a todos se vc não esta tendo uma boa noite ou perdeu algum parente, meus pêsames e força amigo pq chorar igual estou fazendo e bom, mais nunca e um caminho que devemos escolher quando vem uma dificuldade, repetindo para todos que verem este post.
BOA NOITE .
submitted by miranharevers to desabafos [link] [comments]


2020.11.17 19:40 tugafcp Teletrabalho - Exausto ao fim do dia + Agressividade

Boa tarde a todos!
Sou um dos privilegiados que pôde estar desde o inicio com os pulmões em casa, sem muitas chatices. As 2 horas que costumava passar nos transportes públicos, desapareceram do meu dia a dia e sinceramente estou grato por isso! Bastante até!
Mas tenho a perfeita noção que a nível mental estou muito, mas muito pior do que o que estava! Ao final do dia estou completamente exausto e com a agressividade nos píncaros! Mas não é pelo trabalho! Oh não...
Vivo a cerca de 10 metros de 2 estabelecimentos meio café meio bares. Um 2 em 1, portanto, em que os "jovens", que a única coisa que têm de jovens é serem os paizinhos a darem dinheiro, pois estamos a falar de pessoal na cada dos 18/20s metem-se desde manhã até à noite a fazer um barulho tremendo, rindo e gemendo como se alguém lhes tivesse a enfiar uma mão no cu! Quando falam, parecem aquelas mães que chamavam os filhos para casa nos anos 80/90... "OH JOÃO!! ANDA PARA CASA!" Acho que assim ficaram com a noção da coisa... É uma brutalidade... Fazem apenas pausa para almoço, como "bons jovens" que são, e por vezes ao jantar. E é claro que quando chegam, têm sempre de marcar a sua presença com a música aos altos berros e com o seu escape modificado...
Antes mamava com isto apenas ao fim de semana, neste momento mamo com isto 7 dias por semana, das 10h às 22h! Com pausa para almoço! ;)
Se ainda consegui aguentar com os phones, neste momento é impossível! Mesmo com o som acima do normal, os gemidos e guinchos destes animais entra-me pelos ouvidos dentro! Chego ao final do dia, cansado de estar sempre a ouvir música, pois, por muito que goste de podcasts, é impossível ouvir sem que pareça que estão a matar pessoas... Por muito engraçado que pareça ouvir uns gritos de fundo quando se ouve podcasts de True Crime,era engraçado se fosse uns 5minutos, não horas inteiras! Fica impossível de se aproveitar porque a cabeça já não está lá... Está lá fora com aqueles animais a grunhirem como se o mundo fosse acabar...
Quando falo em agressividade é mais em não ter paciência nenhuma e responder a modos que meio abrutalhado... Depois de acabar o trabalho não estou com disposição nenhuma para responder a perguntas "estúpidas". Na verdade as perguntas não são estúpidas, eu é que não tenho paciência para elas... Às 20.00h apenas me apetece que o dia acaba para começar outro porque já não tenho paciência para nada...

Sei que existem phones de cancelamento de ruído, mas não faço ideia se "cancelam" mesmo o ruído, ou se são melhores que os outros no que toca a diminuir o ruído exterior e por isso é que têm esse nome. Uma espécie de batatas light vs normais, sendo que o light é só porque têm um bocadinho menos de gordura que as outras...
É que preciso mesmo de uma coisa que me faça parar de ouvir estas "pessoas"...
Se existirem por favor digam-me uns quantos modelos para comprar uns que me façam ganhar um bocadinho mais de sanidade...
Agradeço desde já as vossas recomendações!

P.S.: Se estiverem numa situação semelhante, estão à vontade para a partilhar!
submitted by tugafcp to portugal [link] [comments]


2020.11.11 16:36 Im_So_Blue Meus pais acham que eu tenho obrigação de comer tudo que sobra aqui em casa

Eles são extremamente desorganizados e péssimo em planejamento e administração. A distribuição de comida aqui em casa é totalmente desbalanceada, tem dias que eles fazem apenas o almoço, tem dias que eles não fazem almoço e nem janta, café da manhã geralmente eles só comem alguns pães todo dia, mas quase nunca sobra, no entanto, tem dias que eles compram muita coisa pro café da manhã, sobra bastante, daí fazem um puta almoço que sobraria pra janta e pro almoço do outro dia, mas aí no almoço eles compram pizza e ainda inventam de fazer um bolo em algum momento, disso tudo, eles quase não comem nada e sobra MUITA coisa, nisso eu acabo tentando comer o máximo pra evitar desperdício, mas é impossível e nenhum pouco recomendado pra um humano normal comer isso tudo, porém se alguma coisa é desperdiçada eles brigam comigo, dizem que eu não como nada, que eu só desperdiço, ficam me culpando, etc. Eu já sou bem gordinho, estava tetando emagrecer, mas é impossível! Eles me tratam como se eu fosse o triturador de alimentos da casa. Teve uma vez que ele fizeram um bolo imenso, cheio de chocolate e granulado, comeram um pedaço pequeno uma vez e deixaram todo o resto pra mim, eu fui tentando comer o máximo que eu pude todos os dias, só comia esse bolo, mas mesmo assim ainda sobrou um pouco, daí eles ficaram falando que eu era ingrato, mal agradecido. Em contrapartida, tem dias que não tem nada pra comer, eles saem pra comer fora e eu passo bastante fome. Já tentei avisar pra eles distribuírem melhor a comida, por exemplo: se já tem janta pronta, não tem porque comprar pizza ou lanche, deixa pra gastar esse dinheiro quando a janta pronta acabar, mas eles não me escutam. Acho que eu terei que escolher entre ficar super obeso ou ter o psicológico destruído por essa culpa que eles colocam em mim.
submitted by Im_So_Blue to desabafos [link] [comments]


2020.11.01 06:05 Q-35712 Um dia na vida de um ateu

Ateus são muito ocupados. Aqui está um pouco do que eles têm que passar:
6:66 - Reze a Satanás. (Sacrificar uma cabra é recomendado, mas não obrigatório.)
7:10 - Coma um pouco de hóstia no café da manhã, com molho de sangue humano. Use páginas da Bíblia como guardanapo.
8:00 - Dirija para o trabalho. Amaldiçoe o nome de Deus a cada sinal vermelho.
8h30 - Chegue à sua escola pública ateísta, onde você faz uma lavagem cerebral em crianças cristãs, porque você odeia os bons valores cristãos.
9h00 - Impeça que as crianças cristãs humildes rezem, porque você odeia Deus.
9:05 - Corrompa boas crianças cristãs ensinando-as sobre a terrível e maligna evolução.
12h20 - Impeça que crianças cristãs humildes rezem de novo, dessa vez durante o almoço, porque você odeia a Deus.
12h25 - Coma uma cabra no almoço (assada sobre Bíblias queimadas).
12h45 - Reze a Ciência, seu verdadeiro deus.
12:50 - Vá cagar. Use a Bíblia como papel higiênico, porque você odeia Deus.
13h00 - Corrompa boas crianças cristãs ensinando-as sobre contracepção, destruindo suas almas e acelerando o genocídio branco.
15h00 - Impeça que evangelistas humildes preguem em voz alta e distribuam Bíblias, porque você odeia Deus.
16h00 - Participe de uma reunião da Associação de Pais e Mestres.
16:10 - Evite que evangelistas cristãos humildes começem a reunião com uma oração, porque você odeia Deus.
16:40 - Impeça as escolas de transmitir sagrados ensinamentos criacionistas de forma obrigatória, porque você ama a ciência e odeia Deus.
16h55 - Tente punir o bullying de crianças filhas de pais gays ou ateus, porque você odeia cristãos justos.
17:00 - Se alguma das tentativas anteriores falhar, amaldiçoe o nome de Deus.
18:00 - Ao sair do trabalho, rasgue 30 Bíblias e mije na calçada.
18:30 - Vá a festa de sexo gay e drogas semanal em uma igreja de ateus.
18:40 - Pause a festa e faça outra oração a Satanás. Dessa vez, se masturbe sobre o altar demoníaco 10 vezes, tendo o cuidado de sempre gozar sobre uma Bíblia novinha em folha. Após isso, queime essa Bíblia.
19h30 - Na festa, suborne cientistas de todas as áreas para esconder evidências de que a Terra tem apenas 6.000 anos, porque você odeia Deus.
21:15 - Coma bananas (assadas sobre os restos da Arca de Noé) no jantar.
21:40 - Force a legislatura a empurrar o aborto e o casamento gay goela abaixo dos bons e justos cristãos, porque você odeia a liberdade religiosa.
22:00 - Aconchegue-se em uma poltrona com uma caneca de chocolate para ler e obras de Richard Dawkins, seu verdadeiro messias.
22:30 - Após um lanche leve de tecido fetal abortado, vá para a cama. Não se esqueça de rezar a Darwin, seu verdadeiro deus.
3:00 - Acorde e plante fósseis de dinossauros e Neandertais no chão, para proteger a Teoria da Evolução e confundir cristãos inocentes. Após isso, vá dormir novamente.
submitted by Q-35712 to brasilivre [link] [comments]


2020.10.31 01:17 lustforsilence Consegui um emprego mas terei muito gasto com transporte, o que eu faço?

Primeiro que eu tenho pouca experiência, então essa vaga caiu feito milagre, é o turno típico de 8 as 18hrs, irei apenas ficar sentada vendendo consórcios, irei ganhei 300 reais mensais pra ajuda com transporte e almoço, e o resto tenho que conseguir com comissão, só que esse valor só pagará metade do que eu vou gastar com transporte, eu tenho que usar o celular no trabalho para ligar pros clientes então eu não confio pegar ônibus e ficar andando pelas ruas do meu bairro com bolsa, celular essas coisas, eu sei que esse perigo todo mundo corre mas já fui assaltada duas vezes na época que eu trabalhava e voltava de ônibus, então meio que peguei trauma kk, aí decidi ir por enquanto em app de táxi (xofer) é tipo um uber mais barato, vou gastar uns 20 reais todo dia, em 1 mês de trabalho vou gastar uns 600, pensei tbm em comprar um celular bem simples e barato pra não ter medo de ir com ele de ônibus, mas to muito na dúvida... Ah quase esqueci, por sorte recebi auxilo do governo e to com uns 600 guardados, o que eu poderia fazer? Carona tbm não tem como pois não tenho empregados nem ninguém lá mora no meu bairro.
submitted by lustforsilence to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 10:18 nofimnaime Palavras Somente.

Eu não aguento mais conversar comigo mesmo, e como não tenho mais pessoas para isso, essa é a melhor solução. Minha vida só desanda, e desde 2017 eu não consigo segurar as pontas, tive perdas que até hoje me doem, e escolhas nas quais eu me arrependo toda a noite antes de dormir. Consegui afastar esses pesos algumas vezes durante esse tempo, mas ele volta com mais carga, cargas atuais, e isso sempre vem a calhar na semana do meu aniversário. Mas esse peso não é a dor que quase me fez ser atropelado no meu aniversário ou a entrar em pânico na frente de um mercado. Uns meses atrás conheci uma pessoa, e eu naquele momento só queria sair com alguém, aproveitar uma nova amizade e ter aquele lance casual, era só isso, eu estava no meu canto escuro do quarto, já acostumado com esse peso no meu peito, e não queria mais dor de cabeça. E infelizmente eu conheci ela, eu não dava nada pra aquela desgraçada, as mensagens trocadas porém, me fez sentir algo por ela, aquele tipo de sensação "Ok, quero ser seu amigo", e desse jeito eu descobri que ela também não estava bem, tinha acabado de sair de um relacionamento complicado de 5 anos (3 anos de namoro, mas já sofria por 5 anos), e eu botei aquilo na minha cabeça, só queria ter uma pessoa pra conversar, conviver e aproveitar tudo que dava, e depois de uma longa espera de dois dias de conversa, resolvemos se encontrar, morávamos perto do outro, na qual no meio do caminho tinha um parque, perfeito meio termo para ambos, e quando eu vi ela, tudo que eu tinha montado sobre ela mudou. Aquele mesmo sentimento que você olha e admira aquela pessoa no trem, acha tudo incrível e pensa "e se...", o diferencial mesmo foi já conhecer ela, e a cada detalhe, conversa e risadas daquele dia, eu tive a infelicidade de nutrir um sentimento por ela... Não demorou muito para as coisas rolar entre a gente, tínhamos um entrosamento perfeito, e estávamos lá, indo pra minha casa no nosso primeiro encontro, e o que eu achei disso? Eu realmente tinha me apaixonado pelo brilho do olhar dela, o sorriso dela me trazia pás e a voz dela me acalmava, era tudo que eu queria até o momento, chegando lá ela me explicou que o ex relacionamento dela ainda pesava naquele momento, lógico que eu me desapontei um pouco, mas era apenas uma apaixonisse de momento, dava para reverter, e fiz o que tinha que fazer, falei que não iria servir de ponte para ninguém superar ninguém, acabou que ela dormiu na minha casa... Foi uma das melhores noites da minha vida? CLARO PORRA, E AINDA ELA FOI A PROTAGONISTA DE UMA DAS CENAS MAIS MEMORÁVEIS DA MINHA VIDA. No outro dia, conversamos ainda mais, e na dúvida que eu estava, esperei pelo movimento dela, pra mim tudo é um jogo, cada detalhe e ação conta, e o turno dela foi pedir um Uber pra minha casa, pra passar outra noite comigo, e ela estava incrivelmente linda... maquiada com uma delicadeza... vestido que abraçava a arte corporal dela... e a boca que porta o melhor dos sorrisos...
Foi nesse momento que eu cometi o maior erro de todos, depois de uma noite incrível (outra), eu falei que queria ela pro resto da minha vida, ela ainda estava afetada pela outra, mas o coração dela já sentia alguma coisa por mim, além do relacionamento passado dela, tinha a minha ex...
E então eu entro no meu primeiro inferno.
Sim, é isso mesmo que você está pensando, 4 dias de conversa e eu já estava pedindo ela em namoro, eu não conhecia ela direito, e muito menos ela me conhecia, só que aqueles momentos foram ótimos, e foram por bastante tempos, mesmo com autos e baixos, só que cada vez que ela deitava no meu peito, e a gente conversava fica mais nítido que os dois se amava, e saiu dela, o primeiro "te amo", na qual terei a dor de nunca esquecer, e foi assim que depois de 6 dias de conhecer ela, resolvemos entrar em um relacionamento, depois dela ter completado um mês de sair do dela, e eu de ter tentado incontáveis vezes de retorna com minha ex. Aliás, minha ex... todos nós temos problemas, e o problema dela sempre foi se depender demais de mim, morávamos juntos, e depois de perceber que a gente não daria certo, terminei e voltei pra casa, porém ela era destruída psicologicamente, uma vontade de suicídio constante, e eu tinha medo de isso se torna uma realidade, mesmo terminando com ela, a moça nunca deixou de ter minha importância, antes de sermos namorados, eramos amigos, e isso não acabou, sempre vou me importar com ela, como a grande amiga que ela é. E nossa protagonista não entendia isso, até tentou compreender a gente guardar por um tempo, mas ela queria nos anunciar para o mundo... E no começo eu não entendia o "pra que?" só tentava explica que isso poderia acabar com a vida de uma pessoa, e depois de uma semana nisso, se encontrando todos os dias com ela, resolvi conversar com minha ex. Expliquei pra ela o que estava acontecendo, e que eu tinha encontrado outra pessoa, que não queria perder o contato dela, sendo ela uma das pessoas mais importantes da minha vida, acabou que minha ex entendeu, e ficou ressentida, ela sentia muita coisa, e queria voltar... mas ela seguiu o caminho dela e me deu apoio, ela simplesmente me queria feliz, era só eu correr pro abraço da minha então amada e vocês teriam lido o começo de uma linda história de amor...
E então eu senti pela primeira vez a chama silenciosa do primeiro inferno.
A pessoa cujo eu já chamava de "Vida", não achou isso o bastante, mesmo já declarando nosso namoro, ela queria mais, pediu pra eu cortar contato com minha ex, vulgo melhor amiga, dizia que não daria certo e me pressionou a prometer isso pra ela, e nesse meio termo, eu tive que ver ela tentando reconstruir uma amizade com a ex dela e falhando miseravelmente no mínimo, mas BELEZA, segui deixando a minha ex de lado e fui construir o que eu queria com a pessoa que eu desejava, e nas primeiras semanas, foi maravilhoso, eramos a melhor combinação do mundo, dava pra sentir os outros casais invejando, a gente era mais entrosado que Romário e Bebeto, mais bonito que o sol se pondo em um céu laranjado, muito mais divertido que o todo o elenco dos Barbixas fundido com o Hermes e Renato, se você não entendeu que éramos incríveis, coloca todas as referências ao seu gosto que você vai entender. Só que eu descia mais para o inferno e não sabia.
Os outros níveis do inferno.
Todo mundo briga, não é nenhum erro discordar com alguém, e os lados se alterarem, mas o meu pavio estava curtíssimo... Eu não me aguentava, imagina então os erros das outras pessoas? E eu falava com ela o que me incomodava, e não era coisa básica do tipo "aí não gosto do seu sotaque" tava mais pra "você poderia falar menos putaria no meio da rua entre as pessoas?". E isso foi piorando, e eu não sou nenhum santo, muito pelo contrário, sei que errei de ter falado com ela daquele jeito, e então foi aí que o MEU jogo começou a trocar de estilo, eu percebi que tinha que mudar meu jeito, meu comportamento e minha forma de tratar algumas coisas. Sou explosivo, se tem que brigar, eu brigo, mas cara, eu não queria perder ela, e nessas foi me tocando que poderia ser melhor eu me trancar na fúria e dialogar na calma, e sim, eu me moldei a ela. Não, não errei só nisso, fiz coisas na qual eu não me orgulho e nem sei como aconteceu, porém, eu estava lá, ouvi o dela, e mudei, é um mérito meu, eu quero que você que está lendo tenha sua própria resposta para isso, pois a minha resposta é, não, isso não é um mérito, se você percebe que está errado, você muda, ok! Ok? E eu infelizmente não vou te dar um Plot Twist e falar que estamos vivendo lindamente, pois a gente desceu mais os degraus... No nível de começar a culpar o jeito no qual a gente conversava no whats para poder brigar, ela falava que eu era outra pessoa no whats, que respondia seco e era monossilábico, eu nunca vi isso, para começo de conversar, e ninguém nunca reclamou isso de mim, o que eu achei mais estranho, porém ela falou que outras pessoas que ela mostrava minha conversava concordava com ela, e tentei mudar isso, mandava mas áudio no intuito de ser mais confortável pra ela, e então chegou nosso primeiro mês de namoro...
Eeeeeh laiá, se quiserem numerar os infernos, fiquem à vontade, pois eu não tenho saco.
Eu sempre odiei isso, de mêsversario, maluco, ninguém quer saber que seu bebê feio está fazendo 8 meses, ou então seu relacionamento que ninguém liga está no terceiro mês, sabe quem se importa pro seu relacionamento, você e sua companheira, e... era importante para nós dois... pra mim pelo menos...
Chegou o cujo dia, e eu tinha planejado uma coisa simples, porém de coração. Vinho, uma pizza, janela aberta com iluminação da lua, era um momento especial na qual queria deixar ainda mais especial. Não falei nada, só deixei as coisas acontecer, e eu não sei por qual motivo, mas ela não estava me ajudando para isso (descobri depois o porquê) e meio que ficava "aí vc quer me ver ou não", meio que se não fosse óbvio que SIM, não só pela vontade de ver ela todo o dia, como pela data, e eu falava que queria, porém ela achou que faltou "vontade" nas minhas palavras, e resolveu ir em uma festa no dia que marcava um mês no nosso relacionamento, eu não acreditei, fiquei encabulado, cara, era nossa noite, noite na qual você optou por passar com pessoas que eu nem sabia quem era, e sem mais nem menos, e vamos discutir de novo... Mas dessa vez foi diferente. Fui na casa dela, já tínhamos conversado sobre o que aconteceu pelo telefone, ela falando que eu não fui direto e parecia sem vontade de ver ela, e eu explicando que não, e que ela cagou pra mim e foi pra uma festa como se fosse nada de mais... Acabou que ela me falou que estava muito cansada pra um relacionamento sério, e que achava melhor a gente dar um tempo, até ela se sentir confortável para estar em outro relacionamento... Tudo que eu queria, era não perder ela, concordei como um desesperado, porém falei que não iria aceitar algumas coisas, entramos em um consenso, e agora sim estamos felizes até agora, claro que não...
Depois desse episódio, resolvi me dedicar ainda mais, fazia tudo que dava pra ela, andava pra qualquer canto com ela, ia buscar, levava ela, talvez vocês nem acredita, mas eu mudei a direção do vento só pra ver o vento tirar o lindo cabelo dela da frente do mais belo rosto, e isso não foi o bastante. Ela buscava mais coisas para a gente discutir, com coisas do tipo "não se mexe no celular na companhia de alguém" é até verdade, mas dá pra você abrir uma excessões quando você passa o dia inteiro com a pessoa, mas eu aderi, e continuei me mudando por ela, era meu foco a melhora dela, e ter nossas alianças de volta "sim, eu comprei alianças, e ela tirou quando pediu o tempo". Mas foi aí que as coisas começaram a mudar pra mim, não vou esquecer que a gente passou mais um tempo de boas, mesmo depois dela ter pedido o tempo dela, a gente brigou muito, e nisso eu estava pensando "será que é bom pra nós dois?" só que quando a gente passava a tarde juntos, eu perdia esse pensamento, pois eu amava ela de verdade, cogitei terminar sim com ela, mas a gente conversava e se resolvia, porém foi nessa que eu percebi que só uma pessoa mudava, eu...
E então, chegamos no último inferno.
Essa epopéia estava no fim, e eu nem percebi, mas vamos logo para o último capítulo. Eu já conhecia a família dela, pelo menos a parte que ela sente alguma coisa, e chegou a vez dela conhecer a minha, meu irmão que tava em Brasília veio com a minha prima e era o momento perfeito, minha mãe ia preparar um almoço especial, chamou até minha tia e meu tio, tava tudo perfeito, só não esperava por uma coisa importante, ela não ir... Então vamos lá, bora começar uma semana antes, ela estava mal, se sentindo triste, fui na casa dela e troquei meu melhor amigo (que estava fazendo aniversário) pra ficar com ela, ele simplesmente me implorou para ir, e eu só falei "me ocorreu um imprevisto", era ela o imprevisto, e dei a força que ela precisava, beleza, no outro dia ela saiu com a amiga dela (coisa que me incomodava, já que a amiga dela incentivava ela ficar com outras pessoas, mas dessa vez, eu achei que ela precisava sair da casa dela). Só que ela ainda estava meio pra baixo, e no final de semana, especificamente sábado, resolvemos sair, ela com a galera dela, e eu com meu amigo que eu tinha furado, no domingo era o almoço, beleza, a gente conversou no whats e parou em um momento da noite, eu não me lembro do restante da noite, fiquei muito bêbado (e não, não fiz nenhuma merda de bêbado, só não me recordo de como eu voltei pra casa e que horas), acordei cedo, que é estranho, e antes mesmo de mandar mensagem pra ela, 6h ela me manda um áudio, falando que tava voltando pra casa da amiga dela naquele horário e que não daria pra ir pra minha casa conhecer minha família, eu fui destruído aí, mandei um "tudo bem", esperei até às 7h, fui no mercado comprar as coisas pro almoço, e foi isso, a cada pessoa perguntando, "Hey, cadê a sua Vida", eu simplesmente colocava um sorriso falso no meu rosto e falava "tá passando mal hoje, vai ficar em casa", no meio do almoço ela me ligou, e eu falei que fiquei mal com isso, e que não queria ver ela. E lembra que eu falei que via as coisas como um jogo, foi esse momento que eu pensei em desistir de tudo, o mais forte desse sentimento. Ela veio em casa, e me ouviu dizer que não queria mais aquilo, eu tinha cancelado trabalho pra ir ver a família dela, quando ela ficou na rua pra não ver a minha, mas eu fui fraco, aceitei as desculpas dela... A mesma pessoa que fala que desculpa não é uma palavra, e sim uma ação, e foi nisso que eu me peguei. E no outro dia, ela tinha uma entrevista de emprego online, na qual o entrevistador não foi com a cara dela (e ele foi babaca, ela foi incrível na entrevista), s acabou nela não passando, ficou devastada, e eu ainda meio chateado com ela, larguei de lado esse sentimento, e fui ajudar ela, comprei bebida, a melhor pizza que eu podia pegar (dominos é claro) pra ver ela levando o vinho que peguei pra beber com a amiga dela...
Ok...
Queria muito ver ela, e na sexta foi o dia, IRRAAAAAAAA, vou ver ela, e ela vai passar o dia comigo, vamos ter a melhor noite de todas e nada disso vai acontecer... Tirando a parte de ver ela, eu fui, e passei incrível 3h lá, a amiga dela falou que tava na bad, e pediu pra ela ir lá, e fodac eu. Mas até aí tudo bem, a garota lá precisava de uma companhia, acompanhei ela até um lugar pro Uber ficar tranquilo, e trocamos mensagem até de noite, quando ela resolveu sair... E sumiu... De madrugada (umas 5h) ela falou que a noite dela foi incrível, que conheceu um cara na qual conversou bastante, e que se divertiu muito, e isso foi as últimas coisas que ela me falou no final de semana resto de sábado, domingo e começo de segunda. Então começou a semana, fui entregar currículo já pensando "isso não está acontecendo" "deve ter uma resposta melhor", a única coisa que ela deveria fazer, era me valorizar depois da pisada de bola do almoço, e não contente, ela me pisa na com os dois pés depois, eu precisava entregar aqueles currículos, eles perderiam a data de vencimento, já que no outro dia eu teria 23 anos, e foi o pior dia do meu ano, eu tava visivelmente abalado, cheguei a vomitar no meio da rua, e mandei mensagem pra ela, pra saber se como estava, e ganhei um incrível "oi, c tá bem?". Cara eu já não tava legal, estava no meio da rua mal, e ainda ganho uma dessa, como se fosse um qualquer na vida dela, mandei um áudio pra ela, falei que não tava, que ela tinha sumido final de semana e queria conversar com ela, e sim, já ia com intensão do pior, colocar todas as coisas dela na minha bolsa, e com a pior das hipóteses já terminava ali, só que fui surpreendido... ela responde a porra do áudio com um "ah, não sei oq vc entendeu, nosso lance é casual, eu tive um final de semana cheio, virei duas noites, pipipipopopo" as lágrimas do meu rosto já estava deixando de existir com a falta de senso dela, eu simplicidade liguei e a única coisa que eu consegui falar foi "Eu desisto." Falei que ia encontrar ela e levar as coisas que estavam na minha casa, e pedi pra ela levar as minhas coisas (inclusive as alianças que ficou com ela), quando ela me chega, toda sorridente, fazendo sinalzinho com a mão, e eu não querendo acreditar, não sabendo se ela não entendeu a grandeza dos acontecimentos, ou porquê eu era só um qualquer pra ela, ela sentou na minha frente e disse "aí, eu não vou mais correr atrás de você... E blá blá blá" era uma realidade horrível, eu não estava acreditando que vivia aquilo, eu pedi minhas coisas, dei a dela, e disse tchau, e ela teve a pachorra de me perguntar se eu não ia abraçar ela, será que em algum momento ela percebeu minha expressão facial? Ela olhou pro vermelho dos meus olhos? Ou então notou o tom da minha voz? Eu cheguei em casa, destruído, e desativei tudo que poderia, graças a Deus eu ainda tenho pessoas que se importa comigo, e me ligaram, falei que ia me isolar um pouco e que qualquer coisa poderia me ligar. Foi a pior noite da minha vida, não dormi nada, e não aguentava nada, quando chegou as 7h da manhã, resolvi sair, chorando que soluçava, e fui para o parque, sentei no banco, e fiquei lá, quando a primeira pessoa me liga, me dando os parabéns (sim, era meu aniversário), eu não sabia oq falar e disse que tava ocupado, na segunda eu não consegui enganar, e percebeu minha voz de choro, falei que logo ligava de novo, e na terceira, eu desabei, era minha ex, a única pessoa que eu não esperava, ela sempre sabe quando eu não estou bem, e ela me deu um pouco de energia, me incentivou a ir pra casa, ver minha mãe, e sair com algum amigo, levantei animado, as palavras dela fazia sentido, até lembrar que a única pessoa que eu realmente queria a ligação não fez questão, e aconteceu uma das piores coisas da minha vida, eu simplesmente olhei para um carro na rua, e fui em direção a ele, a sorte que eu tive do cara ter feriado hoje eu vejo que é incrível, a sorte que eu tive de só ter subido em cima do capô dele e ver ele de tão perto atrás do parabrisa só mexendo a boca não entendendo nada que ele falava, sai de cima do carro e sentei na calçada, depois de uma longa conversa entre um grupo de pessoas, um cachorro e comigo mesmo, resolvi ir pra casa, lavei meu rosto e abri a geladeira, minha mãe tinha feito uma torta pra mim e comprado pizza pra fazer de noite, a minha relação com minha mãe é de mais ou menos pra ruim, porém naquele mesmo dia, foi ela que me viu chorar depois de me desejar sorte, sendo que quem eu chamava de "Vida" me deu o pior parabéns possível pelo Instagram.
Até hoje, dois dias depois do meu aniversário, ela não apareceu pra falar qualquer coisa, e eu realmente não quero ver a cara dela, pois eu tô destruído, até agora eu tô recebendo ligação e mensagem de pessoas que realmente se importa comigo, pedindo pra me ver, e eu não conseguindo, porque essa é a pior versão de mim, e eles merecem muito mais que isso, eu tô pensando em tanta coisa ruim agora, e minha mente tá conturbada tentando simular isso como se nunca tivesse acontecido, e eu realmente não consigo acreditar como esses poucos meses, destruíram tanto minha vida.
Você que leu isso até agora, agradeço muito por reservar esses minutos da sua vida pra esse texto, eu começar ele umas 23h da noite, e tô terminando agora 6h17, depois de parar algumas vezes, e me desculpa pelo tamanho. Eu só achei que precisava compartilhar isso com alguém.
Obrigado por ter chegado até aqui.
submitted by nofimnaime to desabafos [link] [comments]


2020.10.28 21:06 DreamyTours TUDO SOBRE TRANSPORTE EM MACHU PICCHU

TUDO SOBRE TRANSPORTE EM MACHU PICCHU
Machu Picchu está localizada na borda da selva de Cusco, Peru. O lugar inacessível onde é construído requer uma viagem de trem e ônibus para chegar lá. Saiba mais sobre todos os meios de transporte disponíveis em sua viagem a Cusco e à Cidade Inca.
Como chegar a Machu Picchu?
· A primeira e mais rápida maneira de chegar a Machu Picchu é de trem.
· Primeiro você terá que viajar de ônibus de Cusco até a cidade de Ollantaytambo.
· Em Ollantaytambo você deve pegar o trem para a cidade de Aguas Calientes.
· Em Águas Calientes você terá que pegar um ônibus até a entrada de Machu Picchu.
Transporte público em Cusco
Na cidade de Cusco existem também vários serviços de transporte público.
Um bilhete no transporte público para qualquer parte da cidade custa aproximadamente 1 sol peruano.
Minivans de Cusco a Ollantaytambo
· Para viajar de Cusco a Machu Picchu, a primeira etapa é um passeio de minivan até a cidade de Ollantaytambo.
· Na rua Pavitos do Centro Histórico de Cusco eles deixam as minivans em direção à cidade de Ollantaytambo. A viagem leva aproximadamente 2 horas e tem um custo de 10 solas peruanas
· A viagem percorre as belas paisagens do Vale Sagrado dos Incas, onde as cidades dos Incas: Chinchero e Urubamba.
Comboios para Aguas Calientes
· Na cidade de Ollantaytambo, o turista deve ir até a estação de trem. Pode ser alcançado a pé (a apenas 15 minutos da Praça Principal).
· O visitante deve chegar à estação de trem 30 minutos antes da partida do trem.
· A viagem de Ollantaytambo para Aguas Calientes é considerada uma das melhores rotas de trem. A viagem leva aproximadamente 2 horas.
· O custo da viagem de trem depende do tipo de serviço que você escolher. Há duas empresas que prestam serviço de trem para Machu Picchu: Peru Rail e Inca Rail.
ESTES SÃO OS SERVIÇOS DE TREM TURÍSTICO DISPONÍVEIS:
Comboios Ferroviários do Peru
Trem de Expedição - Este é o serviço mais econômico oferecido pela Peru Rail. Possui janelas amplas, assentos confortáveis, mesas e serviço a bordo. O trem sai da estação Ollantaytambo 6 vezes ao dia e uma vez da estação Poroy.
Trem Vistadome - Este é um dos serviços preferidos dos visitantes de Machu Picchu. Possui janelas panorâmicas, assentos confortáveis, mesas, lanches complementares, show de dança a bordo e serviço a bordo. Este trem sai 6 vezes por dia da estação de Ollantaytambo.
Trem do Vale Sagrado - Este é um serviço exclusivo para turistas hospedados no Hotel Belmond Río Sagrado em Urubamba. Oferece assentos confortáveis, janelas amplas, mesas, almoço gourmet, jantar gourmet, sobremesa, carro do bar, carro do observatório e serviço a bordo. O trem sai apenas uma vez por dia da estação Urubamba.
Trem Hiram Bingham - Um dos trens mais luxuosos do mundo. O trem tem 4 vagões: 2 vagões de refeições, um vagão observatório e um vagão cozinha. A viagem oferece bar aberto, show de música, almoço gourmet, carro de observação, serviço de bordo, bem como entrada e ônibus para Machu Picchu. O trem sai uma vez por dia da estação Poroy.
. Comboios Inca Rail
Voyager Train - Este é o serviço mais econômico oferecido pela Inca Rail. Oferece assentos confortáveis, mesas, janelas panorâmicas, bebidas, serviço a bordo e música de fundo. O trem sai 4 vezes ao dia da estação de Ollantaytambo.
Trem 360º - Um serviço especializado para apreciar as paisagens durante a viagem. A viagem oferece janelas panorâmicas (laterais e teto), assentos confortáveis, mesas, carro-bar, carro observatório, bebidas, lanches e um aplicativo interativo para telefones celulares. O trem sai duas vezes ao dia de Poroy e três vezes em Ollantaytambo.
Trem de Primeira Classe - É um serviço exclusivo que possui assentos confortáveis, janelas amplas, bar de automóveis, observatório de automóveis, almoço gourmet, jantar gourmet, música ambiente, serviço a bordo e bebidas. O trem sai uma vez por dia da estação de Ollantaytambo.
O Trem Particular - É um serviço de luxo que inclui champanhe de boas-vindas, almoço gourmet, jantar gourmet, lanches, bar aberto, assentos confortáveis, janelas panorâmicas, carro de observação e serviço a bordo. Este trem opera somente mediante solicitação.
Ônibus Aguas Calientes - Machu Picchu
· Uma vez em Aguas Calientes você deve tomar um serviço de ônibus até a porta de entrada de Machu Picchu.
· Outra opção é ir a pé até Machu Picchu. A caminhada é de dificuldade moderada. Não é recomendado se o visitante for escalar as montanhas Huayna Picchu ou Machu Picchu.
· A viagem de ônibus é na subida da estrada Hiram Bingham (a 10 quilômetros de distância). Leva apenas 30 minutos. A escalada a pé leva cerca de 2 horas.
· A compra de passagens de ônibus em Águas Calientes é feita na avenida Hermanos Ayar, a poucos passos do centro da cidade.
https://preview.redd.it/zx6khscs6wv51.jpg?width=500&format=pjpg&auto=webp&s=456f6d3e0930c0b1e82708b3f1395b808f71e8d7
submitted by DreamyTours to u/DreamyTours [link] [comments]


2020.10.28 19:18 Background-Welcome44 Como era bom ter 13 anos

Lembrar o passado nos traz um sentimento de tristeza e felicidade mas é assim que as coisas funcionam. Mds, como era bom acordar e ir pra escola apenas pra olhar a menina bonita e tentar puxar assunto. Saudades de quando eu ria do memes da SAM, Saudades de quando meu único objtivo era pegar ouro no LOL e manter meus amigos por perto. Aquela sensação boa de dormir de bunchin chein após o almoço de domingo, Quando eu era Feliz assistindo AMV e rap de anime. onde eu era feliz até escutando música triste. Quando eu entrava em extâse por qualquer besteira, tempo que eu queria ser imortal e a vida era linda. Vivendo no presente onde pouca felicidade tenho, lembro de como era bom ser mlk. Que um dia possamos ter prazer em ser nós mesmos de novo. Espero que após a morte eu tenha a chance de riviver aquilo de novo. passaria por toda a desgraça que passei Só pra ser aquele garoto besta e medroso.
submitted by Background-Welcome44 to desabafos [link] [comments]


2020.10.28 08:03 Lucas21x Day trader no brasil é meu ovo

[Para quem não sabe day trader é comprar e vender falando de forma leiga pontos] então com essa incrível introdução e a propaganda do cara dizendo que vai pagar o almoço com apenas alguns segundos eu vou começar a contar como eu perdir dinheiro em apenas 1 dia
Tudo começou quando eu assistir um filme falando sobre vendas de ações pesquisando achei vários vídeos só que tinha alguns que mostravam o cara clicando na hora certa para vender ou comprar eu então pensei nossa isso é perfeito pra min ja que eu sou super calmo e muito bom de matemática hahahah aí depois de pesquisar vir que precisava de uma corretora como sou brasileiro pesquisei as mais baratas e achei a rico e a clear então criei uma conta na rico felizão abrir e pensei a onde está aqueles gráficos bonitos e cheio de esquemas e linhas descendo e subindo olhei atentamente e pesquisei cada palavra que eu não entendia lá "renda fixa, tesouro direto, selic, e etc" até achar o famoso renda variável e ao achar um vídeo explicando em certa parte ele mostra um gráfico e eu fico tipo finalmente achei essa merda então eu descubro que preciso de uma prataforma separada para a ligar a minha corretora vou e faço isso depois pego dinheiro e mando para corretora (1100R$) e depois começo a estudar feito um louco por um mês até que finalmente estava pronto sabia evitar e o que não dava para evitar em relação a impostos e taxas e começo primeiro começo ficando com apenas 900 então eu consigo devido aos meus estudos da uma reviravolta e ficar com 1450 eu com minha felicidade compro 5 contratos porque eu sabia que eu tinha de manter a calmo afinal eu estudei certo hahahahah então o mercado da uma queda livre que quando criquei em fechar o contrato a prataforma ficou carregando e não me dava resultado fui fechei reabrir a prataforma depois de mais ou menos 1 minuto eu conseguir e quando voltei tava com apenas 200 na conta fiquei com muita raiva mas eu fui dormir mantendo a calma e seguindo os meus estudos porque afinal eu estudei certo hahahahah então no outro dia eu estava 500 reais sim 500 reais que boa notícia né eu tava com 200 positivo e hoje eu estou 500 NEGATIVO COMO CARALHO EU FIQUEI 500 NEGATIVO foi aí que eu fui olhar o porque e tava escrito lá "taxa de registro" e não só isso como também tinha "taxa emolumentos" de acordo com minhas pesquisas isso foi uma medida da b3 para fude- digo ajustar a conta pois os que operam mini índice usam 85% do serviço e adivinha porque eu não achei essa informação lembra que eu disse que estudei essa bagaça por um mês antes de entrar então essa pegadinha da b3 foi em 2017 eu acho não tenho certeza e provavelmente os vídeos que eu via falando sobre taxas eram antes dessa data pois era sempre sobre corretagem, stop compulsória e imposto de renda eram o que eu mais ouvia então com toda essa merda quero dizer que eu não vou pagar essa porra vou virar índio e viver no mato hahahahah.(┛◉Д◉)┛
IR=20% Taxa emolumentos Taxa de registro Brasil sendo Brasil
Vou dá uma dica se alguém aqui quiser por qualquer raio de motivo depois de ouvir tanta merda fazer day trader operem no Forex que é fora do Brasil e quando forem trazer para o Brasil comprem Bitcoin para não precisar passar pelo imposto de renda e depois é só revender aqui e pegar o dinheiro tendo de apenas pagar a corretagem da corretora internacional
submitted by Lucas21x to desabafos [link] [comments]


2020.10.26 22:14 avisaosocrates fui babaca por querer me afastar da minha prima?

Minha história é de longa data e preciso citar todos os acontecimentos para que vocês me ajudem. Desde criança nunca fui uma garota com muitos amigos, estudei a vida inteira em escola pequena então tinha apenas algumas amigas na minha sala e minha prima. Meus tios nunca gostaram muito de mim, eu ia na casa deles e quase sempre gritavam comigo por algo que minha prima tinha feito, afirmando que eu estava “influenciando” ela a fazer algo errado, claro que eu contava isso para minha mãe assim que chegava em casa, mas ela não queria provocar uma briga na família, afinal meu tio é um homem difícil de lidar. Prestem atenção nessa parte: meu pai alugou uma casa para passarmos as férias na praia, e por consideração ele chamou meus tios e minha prima para passar alguns dias conosco, pagou todos os almoços e jantares e o aluguel da casa para eles quase o verão todo. Quando acordamos num dia, fomos para a praia, e eu, uma criança um tanto gulosa, fiquei com fome. Minha prima comprou um pratinho de milho, e minha tia falou: “não oferece para ela, ela vai comer tudo”, e minha mãe ouviu, ficou muito ofendida e se distanciou deles por um tempo, mas depois, sem aquele convívio todo, a situação voltou ao normal. Depois desse, tiveram mais vários outros acontecimentos, um onde minha tia falou que eu era safada, mesmo tendo apenas 8 anos, por entregar um desenho pra um garoto (que por sinal, era muitos anos mais velho que eu). Depois disso me afastei, não ia mais na casa deles, minha prima não vinha mais na minha, e ficou assim por alguns anos. Ano passado, um primo meu me apresentou uma menina em um churrasco (vamos chama-la de Juliana), viramos muito amigas e minha prima entrou nessa amizade junto, nós três começamos a sair todo final de semana, mas eu sempre tinha aquele pé atrás com minha prima, porém algo me dizia que por eu ter crescido, não teriam mais brigas ou acusações. Um dia, minha prima chamou eu e a Juliana para irmos à sua casa, e nós fomos, era feriado na terça então teríamos 5 dias para ficarmos juntas, e estava tudo indo bem, mas as coisas começaram a desandar. Eu e a Juliana ouvimos a primeira bronca por comer jabuticaba na sala, não sujamos nada, mas meu tio ficou nervoso pois não queria que sujássemos o sofá novo, então fomos para a cozinha, até aí tudo bem. Porém, na segunda-feira de manhã, minha prima pediu para postarmos uma foto dela na sua rede social quando ela não estivesse vendo, pois tinha vergonha de postar, e eu e Juliana esperamos então minha prima ir tomar banho, e pegamos o celular dela, que tinha senha. Corri para meu priminho e perguntamos a senha, ele passou e nós conseguimos desbloquear o celular, mas minha tia chegou correndo no quarto e arrancou o celular da minha mão, começou a gritar e falar que as coisas na casa dela não eram assim, que nós não podíamos ser intrometidas a ponto de pegar o celular dos outros e que a postagem que iríamos fazer, poderia destruir a imagem dela e da família dela para todos. A mulher perguntou um milhão de vezes sobre o post, mas não tínhamos postado porque não deu tempo, mas ela não acreditou na gente e nos chamou de mentirosa. A Juliana tentou explicar que a minha prima que pediu, mas minha tia não acreditou e continuou gritando coisas como “minha casa tem regras”, “vocês são intrometidas” e “sua prima é uma idiota por ter deixado o celular dela aqui com vocês!”, eu e Juliana entramos em desespero e quando ela saiu com o celular, esperamos minha prima sair do banho, quando ela o fez, explicamos tudo o que tinha acontecido pra ela, e ela foi falar com os pais, e quando ela voltou, disse que não poderíamos ser mais amigas, ela também explicou a versão da minha tia da história, que acreditou que iríamos postar algo ruim, mas não, o pior de tudo, é que minha prima confirmou tudo, e não defendeu a gente, e negou que pediu para postarmos a foto, no dia seguinte de manhã fomos embora chateadas, mas eu estava com raiva. Esse final de semana chamei apenas a Juliana para vir aqui em casa, e é a primeira vez que nos vemos desde a história do post, então colocamos o papo em dia e eu comentei que não quero mais ter contato com a minha prima, e ela disse o mesmo. Postamos foto, e minha prima descobriu, mandou mensagem no nosso grupo que já está inativo desde a bronca, e minha mãe disse que eu errei em não chama-la, que eu deveria deixar essa história de canto e chamar ela para vir em casa, eu expliquei que não quero mais manter contato com ela e nem com meus tios, pois foi uma vida inteira tentando a amizade dela e sempre ouvindo bronca mas nunca sendo defendida, mas minha mãe se irritou e disse que não concordava comigo. Eu sei que minha prima é fruto da criação que vive, mas eu não quero estar acompanhada de uma garota que não age como minha amiga, mas o que vocês acham? Acham que eu fui a babaca e devo deixar pra lá essa história e chamar ela pra vir aqui com a Juliana no próximo final de semana? Ou acham que eu não fui a babaca e devo me afastar e viver a minha vida sem ela como amiga? Me ajudem, por favor!!!
Inclusive, obrigada por ler até aqui!! Preciso muito de um conselho imparcial.
submitted by avisaosocrates to EuSouOBabaca [link] [comments]


2020.10.26 18:47 Luiz_Andrada Eu peço trégua ao “jornalismo” brasileiro

Luiz Andrada
25 out. 2020

Mulher teve o ventre rasgado por amiga, que tentou roubar o seu bebê. Mãe jogou seu filho recém-nascido dentro da lixeira, e o bebê morreu. Marido espancou a esposa, e ela foi internada em estado gravíssimo na UTI. Um criminoso assaltou uma padaria, e deu um tiro na cabeça da funcionária do caixa. Filha sequestrou, espancou, assassinou e queimou a sua família inteira, pai, mãe e irmão. Por inveja da sua beleza, algumas travestis assassinaram a facadas outra travesti, dentro de uma agência dos Correios. Balas perdidas. Bancos que se explodem pelos ares. Pai-de-santo estupra seus fiéis. Policiais corruptos e assassinos. Crianças desaparecidas, estupradas e assassinadas. Mulheres vítimas de todo tipo de violência. Políticos que roubam milhões e milhões. Empresas que pagam propinas de milhões e milhões aos políticos. Motoristas assassinos.

Esse é o rol do exaustivo e péssimo “jornalismo” brasileiro. Amanhece o dia, e o tapa na cara do brasileiro é essa bestialidade monstruosa, de tal maneira que o café da manhã permanece travado e dolorido no meio do esôfago. De tarde prossegue o elenco de crimes metralhados na mente do cidadão. À noite, como um beijo diabólico e sarcástico de boa noite, estalado na face de todos nós, mais uma cachoeira de notícias terríveis. A televisão brasileira respinga sangue, dor, ódio, violência, crime. E muitos ainda mantêm esse aparelho como o centro de suas vidas, o ponto principal de convergência dentro dos seus lares. Vivemos ao redor da televisão. Quanto masoquismo.

Se queremos explicar de maneira simplista o que é a televisão, podemos dizer que é uma espécie de cartaz, de outdoor. Ela divulga e vende. E para conseguir clientes, ela se vale de seduções, atrativos, encantos. Por exemplo, se eu quero vender excelentes marcas de celulares, vou comprar um espaço no programa daquele simpático e divertido apresentador, que tem uma vasta audiência. Assim, aumenta a chance de que eu consiga vender mais, muito mais. É uma relação promíscua: o programa é criado, pensado e moldado para atrair olhares e vender os produtos das propagandas comerciais. Todos os programas precisam atrair empresas, pois essa é a razão de ser de todos eles. Sem propaganda comercial, o programa não existiria. Alguém tem que pagar as contas altíssimas de se ter um espaço na televisão.

Um exemplo da minha cidade, Belo Horizonte. À tarde, há um programa jornalístico do tipo policial, “vem que hoje tem desgraça!”, que se tornou epidêmico na televisão brasileira. O apresentador vomita todos os piores crimes cometidos naquela semana ou dia, as cenas mais grotescas pinceladas com hematomas, sangue, velórios. Se o filme de terror não estiver bom, se o elenco de novidades for insuficiente, o apresentador repete os horrores dos dias passados. Pois bem. Agora vem a cartada final. O leitor poderia adivinhar o que esse jornal divulga? Qual é o teor da sua propaganda comercial? Planos funerários! Isso mesmo! Venha morrer em paz conosco, porque este mundo é um filme de terror, e você vai levar um tiro na cabeça ainda hoje, portanto, se prepare e compre o nosso lindo plano funerário! Isso é nojento, ou não é?

Esse tipo de “jornalismo” diabólico deveria ser denunciado às autoridades de saúde pública, porque isso é uma bomba maléfica, que deprime o sistema nervoso central da pessoa, que causa ansiedade, pânico, horror. Esses jornalistas sensacionalistas, que vivem aos berros na frente das câmeras, fazendo de tudo para conseguirem comissões vendendo colchões, cintas emagrecedoras, pílulas contra o estresse, pílulas contra a ansiedade, pílulas contra a impotência sexual, pílulas contra a tristeza, enfim, esses profissionais deveriam repensar e corrigir o estilo nojento de “jornalismo” que praticam. Isso está adoecendo a mente da população brasileira.

Um especialista disse que esse tipo de “jornalismo” é enlouquecedor, e ofereceu o exemplo de uma situação horrível, a qual está diante de todos nós diariamente: a jornalista anuncia, com expressão facial séria, que um bebê foi espancado e arremessado pela janela do alto de um edifício; meio segundo depois a expressão facial dela está exuberante, alegre, radiante, pois agora ela anuncia um show de forró no interior de Minas Gerais. O especialista disse que isso causa uma imensa frieza e indiferença na nossa mente, diante dessas tragédias, pois não há tempo suficiente e hábil para as pessoas processarem aquela dor, luto e sofrimento, e o jornal já passa imediatamente a divulgar notícias alegres. Como se alegrar diante de um bebê assassinado brutalmente? Isso enlouquece, diminui a nossa humanidade.

Por um lado, há uma imensa falta de assunto, tanto é verdade que há jornais repetindo as mesmas notícias durante a semana inteira. Por outro lado, sabemos que a desgraça atrai olhares, por isso eles rejeitam notícias construtivas, positivas, que possam ajudar a engrandecer os sentimentos dos brasileiros. Tudo isso é proposital. A televisão não manifesta a realidade. A televisão faz um recorte, e decide veicular as desgraças alheias que ajudarão a vender os produtos das propagandas comerciais. Em meio a essa nojeira, o “jornalismo” brasileiro se diminui, perde qualidade e adoece a mente das pessoas.

O leitor já percebeu como nas nossas conversas, encontros, almoços, jantares, os assuntos giram em torno apenas daquilo que a televisão vomita todos os dias nas nossas mentes? O projeto publicitário dessa gente escrota deu certo. Tome cuidado. Desligue a televisão.
submitted by Luiz_Andrada to brasilivre [link] [comments]


2020.10.24 04:16 sohpratrolla Dilema moral Trabalhista, me ofereceram cooperativa, e eu fugi

Boa noite pessoal, eu sai de uma empresa recentemente, e estou curioso para saber o q vcs fariam no meu lugar.
A empresa tentou me passar para trás dando um "golpe" na CLT, mas eu usei essa chance para sair, e ao invés de pedir demissão eu fui demitido.

Vcs devolveriam a multa sobre o FGTS?


A historia para quem tiver paciência para ler:

Lado da empresa:
Eu sou um programador de uma software house, me ofereceram sair da CLT para ir para uma Cooperativa de professores (sim eu sei que é ilegal), eu ficaria 6 meses trabalhando com seguro desemprego, e depois eu seria "contratado" como cooperativa, com um aumento de 30% no bruto, sendo que a taxa da cooperativa é 5%.
Se eu não errei na conta, isso nem é um aumento que faz sentido, é tipo 3k a mais por ano, mas não tem o 13º, perde 10 dias de férias, e todas as proteções da CLT.
Então eles iriam me demitir, mas eu teria que devolver o valor do aviso prévio indenizado + a multa por me demitir antes da data base.
Meu lado:
Eu queria sair, provavelmente iria acabar pedindo demissão, mas já que queriam me passar para trás, eu aceitei tudo, quando eu peguei a minha carteira de trabalho com a baixa e só falei que estava saindo para outra oportunidade.

Pontos do pq eu estou muito P#t# com a empresa:
- Tive que ficar os últimos sábado, domingo e segunda(dias 10,11 e 12 (feriado) de outubro) monitorando um processo de integração e respondendo clientes no celular pessoal (é um exemplo, mas isso é algo comum).
- Durante a Homologação do PAF, que geralmente vai de segunda a sexta, fomos para a cidade de São Paulo, e tínhamos que levar as malar para cima e para baixo, uns 10 min de caminhada, todo dia, ao acordar e na hora do almoço para não correr o risco de pagar uma diária a mais
- nos primeiros anos não recebia pelas horas extras, e não foram poucas, teve um sábado especifico que foram 12 horas
- Mesmo sendo um programador pleno recebo menos que um júnior em São Paulo (como ainda moro com meus pais e foi o meu primeiro emprego na área, fez sentido por um tempo)
- Nas ultimas duas semanas eu estava trabalhando das 08:00 as 22:00
- Comigo foram bem esporádicos, mas a família dona da empresa, rotineiramente eu vejo sendo estúpidos e ríspidos com os meus colegas(entenda todos os outros funcionários, não só a programação). Como não sou comunicativo, soube apenas recentemente, mas eles faziam assedio moral no pessoal do suporte.

Pontos que eu ainda me importo com a empresa (leia os outros colegas funcionários)
- Tem muita gente lá que eu gosto e me importo, e me preocupa oq vai acontecer se a empresa continuar afundando
- Por mais bizarro foi a minha primeira oportunidade de trabalho na área, e pude te-lá com pouco risco, eu não tive que alugar um imóvel, me mudar, pude depender dos meus pais, etc..
- Foi sim um grande aprendizado, desde como lidar com os colegar, visualizar os problemas de projetos, etc...
submitted by sohpratrolla to brasil [link] [comments]


2020.10.23 01:52 Aaaaaaaarthur Não estou bem

Essa pandemia está sendo um pé no saco, minha meia irmã tem apenas 6 anos, e meu pai e a esposa dele ficam fora das 6:30 da manhã até às 17 da tarde.
Para ajudar eles, todo dia eu acordo cedo e vou de bicicleta até a cidade deles para cuidar dela, faço almoço, ajudo ela nas atividades, brinco e sou irmão pra tudo, boa parte do tempo eu sou obrigado a ficar no meu computador fazendo atividades da escola e estudando sobre investimentos e como ganhar dinheiro, já que o outro lado da minha família também está com dificuldades.
Eu tenho 15 anos, sei que tem gente em situações bem piores, mas eu sinto que me privo de muita felicidade fazendo isso, não é a minha vida, eu não estou tirando o melhor proveito desse tempo em casa, as vezes só o que eu quero é ficar em casa em silêncio deitado na minha cama, mas eu não consigo mais ter isso.
Meus fins de semana são cobertos de desânimo, estou sempre cansado e não tenho vontade de sair de casa com minha família.
É meu desabafo, eu só quero ser um vegetal as vezes, mas não consigo focar em mim mesmo
submitted by Aaaaaaaarthur to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 17:20 entreter-se Dieta do limão pode contribuir para a perda de peso

Dieta do limão pode contribuir para a perda de peso
Fruta melhora o metabolismo e torna a digestão das gorduras mais eficaz
A dieta do limão tem atraído diversos adeptos nos últimos anos. De fato, o método pode proporcionar certos benefícios para a saúde, entre eles o emagrecimento saudável. Como é a dieta?
Existem diversos tipos de dietas do limão. Há algumas mais simples que envolvem consumir um limão espremido na água logo após acordar em jejum. Outros consistem em ingerir o alimento espremido na água antes de cada uma das refeições principais. Alguns métodos orientam que a água em que o limão será espremido esteja morna.
Além do limão, um ponto em comum entre todas essas dietas é prezar por uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes, verduras, proteínas magras e carboidratos complexos e redução na quantidade de calorias ingeridas.
Mas será que esses métodos contribuem para a perda de peso? Ingerir o limão de manhã em jejum é realmente bom. Fazer isso 10 a 20 minutos antes do café-da-manhã descongestiona e desintoxica o organismo.
O limão ainda ajuda a reduzir a ansiedade e a fome por impulso devido à pectina presente nele.Também ajuda a melhorar o metabolismo, contribui para a digestão, principalmente das gorduras, e a água com limão também auxilia na redução da vontade de comer doces.
A água morna com o limão também pode proporcionar algumas melhorias na saúde.
O recomendado é ingerir o limão não apenas antes do café da manhã, mas antes das refeições principais no geral é bom para a digestão.
Mas tenha consciência de que o limão não faz milagres. A alimentação balanceada e a prática de atividade física são essenciais para o sucesso de qualquer dieta.
Dieta do limão, como funcionaEsta dieta desfruta do efeito drenante e desintoxicante do limão, uma fruta que, se usada ​​corretamente, pode adiar a sensação de fome, melhorar os problemas da retenção de líquidos e o da celulite e ainda acelerar o metabolismo ajudando na perda de peso. A dieta do limão promete uma perda rápida de peso de até 3 quilos por semana.
Tudo isso seria possível graças a um grande consumo de limão sob a forma suco e, em particular, de uma bebida à base de água, suco de limão, xarope de bordo e pimenta caiena, úteis para ativar o metabolismo e promover o bom trabalho do intestino.

Dieta do limão, o que comer

A peculiaridade da dieta do limão elaborada pelo Dr. André é a de ter que tomar diariamente uma bebida especial que é preparada utilizando os seguintes ingredientes:
A limonada assim obtida deve ser bebida em jejum assim que acordar, pouco antes de ir dormir, e também imediatamente após o lanche da metade da manhã e no meio da tarde. A dieta de limão inclui também outros alimentos durante todo o dia, principalmente iogurtes, frutas frescas e secas, flocos de aveia, salada de legumes, pão de trigo integral, sopas, legumes, peixe, frango, ovos, pão e macarrão de trigo integral.
Portanto, esta é uma dieta de baixa caloria em que, em resumo, você pode consumir principalmente:
Dieta do limão. Esquema de cardápio semanalVeja abaixo um exemplo de menu semanal para seguir a dieta do limão. Recomendamos, no entanto, que você antes de experimentar este regime alimentar, procurar por um profissional para que este elabore um esquema personalizado para as tuas necessidades específicas.

Segunda-feira

Café da manhã: limonada, meia hora depois, iogurte (mesmo vegetal), 2 colheres de sopa de flocos de aveia e frutas
Merenda matinal: fruta fresca e limonada
Almoço: sopa de legumes com pão integral
Lanche da tarde: frutos secos e limonada
Jantar: peixe com legumes temperados com suco de limão
Antes de ir dormir: Limonada

Terça-feira

Café da manhã: salada de frutas, café de cevada e algumas amêndoas meia hora depois de ter bebido a limonada
Lanche da manhã: vegetais crus e limonada
Almoço: risoto de limão
Lanche da tarde: frutas secas e limonada
Jantar: peito de frango com legumes temperados com suco de limão
Antes de ir dormir: Limonada

Quarta-feira

Café da manhã: limonada e meia hora depois, salada de frutas e torradas
Lanche da manhã: fruta fresca e limonada
Almoço: salada de feijão com legumes temperados com suco de limão
Lanche da tarde: queijo fresco, vegetais crus e limonada
Jantar: omelete com legumes temperados com suco de limão e pão de trigo integral
Antes de ir dormir: Limonada

Quinta-feira

Café da manhã: limonada , meia hora depois aveia, frutas e iogurte
Lanche da tarde: um punhado de amêndoas e limonada
Almoço: macarrão de trigo integral com legumes
Lanche da tarde: Fruta fresca e limonada
Jantar: lentilhas, salada e pão integral
Antes de ir dormir: Limonada

Sexta-feira

Café da manhã: limonada, meia hora depois frutas frescas e pão integral
Lanche da manhã: vegetais crus e limonada
Almoço: macarrão de trigo integral com atum e legumes aromatizados com limão
Lanche da tarde: frutos secos e limonada
Jantar: peixe com legumes temperados com suco de limão
Antes de ir dormir: Limonada

Sábado

Café da manhã: limonada, meia hora depois iogurte (mesmo vegetal), 2 colheres de sopa de flocos de aveia e frutas
Lanche: amêndoas e suco de limão
Almoço: pão torrado e sopa de legumes
Lanche: queijo fresco e vegetais crus, limonada
Jantar: carne branca com legumes temperados com suco de limão
Antes de ir dormir: Limonada

Domingo

Café da manhã: limonada, meia hora depois salada de frutas coberta com limão
Merenda matinal: frutos secos e limonada
Almoço: arroz integral com legumes
Lanche da tarde: vegetais crus e limonada
Jantar: queijo com baixo teor de gordura com legumes e pão integral
Antes de ir dormir: Limonada

Dieta do limão, contraindicações

Como todos as dietas da moda, até mesmo a do limão tem algumas contraindicações. Na maioria das vezes não é equilibrada, oferece uma rápida perda de peso, mas também oferece o famoso efeito yo-yo, ou seja, se recupera o peso rapidamente quando se interrompe a dieta.
O verdadeiro problema é, no entanto, que é uma dieta que não infunde a educação nutricional adequada e, portanto, que propõe uma maneira de comer saudável e sustentável a longo prazo. Se você a seguir por muito tempo, como a dieta do limão não fornece todos os nutrientes benéficos para o organismo, você poderá sentir: cansaço, mau humor, dificuldade de concentração, dores de cabeça e outros sintomas.
O uso excessivo do suco de limão pode eventualmente causar danos ao esmalte dos dentes, bem como acentuar uma gastrite preexistente.
As variantes da dieta do limão são muitas, vai da dieta extrema baseada exclusivamente em uma bebida feita com suco de limão, xarope de bordo, pimenta caiena e água, acompanhada de bebidas consumidas para fins laxantes durante dez dias, às variantes mais ‘aceitáveis’ que incluem, além da bebida habitual feita com limão, também outros tipos de alimentos.

Por que estas dietas atraem tanta gente?

Porque elas prometem uma perda de peso rápida em um tratamento de uma semana ou pouco mais. Sem dúvida, a possibilidade de que uma dieta deste tipo funcione é alta, mas quem não perderia peso fazendo um pseudo jejum?
Trata-se de uma dieta muito restritiva, de baixíssimo teor calórico, não equilibrada porque não oferece a quantidade certa de macronutrientes (carboidratos, proteínas, lipídios) e micronutrientes (vitaminas e minerais). Não há nenhuma evidência científica (ao contrário de outras dietas como a Mediterrânea ou a Dash) que possa demonstrar algum efeito benéfico neste tipo de dieta.
Muitas vezes se concentra apenas sobre o resultado, ou seja, a perda de peso, que deve ser obtida o quanto mais rápido possível, mas na verdade alguém fica mais magro depois de uma semana com esta dieta? Na verdade não, você perde peso, mas não a gordura corporal em um período tão curto, o que nós deixamos para trás é principalmente água e, se este regime que imita o jejum ainda durar mais ao longo do tempo, nos arriscamos a perder, além do líquido, também uma parte da nossa massa corporal magra.
Com efeito, deseje jeito se perde peso de forma incorreta e potencialmente prejudicial, mantendo praticamente intacta a nossa gordura corporal.”

Os quilos perdidos retornam após esta dieta?

“Se você terminar a dieta, você vai recuperar o peso perdido, porque ele é um regime muito difícil de se manter. Outro ponto a ser reconhecido é a falta de prazer desta ‘dieta milagrosa’ onde a pessoa é forçada a beber sucos durante dias e onde as alternativas de alimentação sólida (quando presente) são escassas.
Com o tempo, o que você arrisca é um estado constante de fome, fadiga devido à falta de energia, porque se alimenta muito pouco e tão mal. Como outros efeitos colaterais, e ainda menos atraentes, estão os potenciais desmaios, dores de cabeça, náuseas, vômitos, dor de estômago, danos ao esmalte dos dentes e, não menos importante, um adeus permanente ao bom humor.
Uma dieta não tem que ser obrigatoriamente um sofrimento para o corpo. Uma dieta não pode se reduzir somente a uma queda no número de calorias e a um resultado que se se deva chegar dentro de um período muito curto de tempo. Você pode alcançar os mesmos objetivos, trabalhando com um nutricionista que possa oferecer alternativas mais práticas, feitas sobre as necessidades da pessoa para ajudá-la a se sentir melhor com seu corpo, começando por um caminho que a levará a uma melhoria na sua dieta e no seu estilo de vida”.

O post Dieta do limão pode contribuir para a perda de peso apareceu primeiro em Receitas de Domingo.
#recipes https://ift.tt/3h6646C
submitted by entreter-se to ReceitasDeDomingo [link] [comments]


2020.10.18 18:33 farmed0314 Fexadrol Funciona Mesmo Melhor Tratamento para perder peso

Será que Fexadrol Funciona Mesmo?

O Fexadrol vem em cápsulas, portanto cada frasco contém 60 cápsulas. Recomendamos o uso de duas cápsulas por dia, uma antes do almoço e outra antes do jantar. Além disso, os especialistas em nutrição clínica e perda de peso recomendam o uso de Fexadrol por pelo menos 3 meses para obter resultados claros e garantidos. Afinal Fexadrol Funciona Mesmo de Fato!😱
O Fexadrol atua como um agonista do receptor farnesóide X (FXR) no corpo humano e é ativado pelo ácido biliar, que é um receptor nuclear que controla a síntese do ácido colecístico. Além disso, esses ácidos também podem ligar lipídios e transportá-los para outras partes do corpo através do fígado e intestinos. Além disso, tomar Fexadrol pode promover sinais que são comuns durante grandes refeições. Desta forma, nosso corpo começa a limpar o espaço de armazenamento e eliminar toda a gordura armazenada. Desta forma, o nosso corpo pode queimar calorias rapidamente e perder peso rapidamente, razão pela qual Fexadrol funciona tão perfeitamente, pode perder 12 kg de peso em um mês.

Como Fexadrol Funciona?

Segundo jornais bem conhecidos de vários estados dos Estados Unidos, na fórmula do Fexadrol, existe um composto Fexaramine produzido na Califórnia, nos Estados Unidos, que é uma substância natural que pode induzir o corpo a acelerar a queima de gordura. Além disso, esse mecanismo pode causar a perda de até três quilos de gordura pura na parte inferior do corpo, principalmente no abdômen, braços e pernas, e outros locais onde a gordura se acumula. Nesse sentido, os componentes do Fexadrol atuam naturalmente em nosso corpo .Nos Estados Unidos, a descoberta do Fexadrol levou a evidências de que a molécula do composto Fexaramina é semelhante ao "sinal" que enviamos pelos receptores locais.
Portanto, seu corpo pensa que você está comendo e ativa o receptor fxr, que começa a quebrar os triglicerídeos e outras moléculas de gordura, e você não comerá nada, apenas tomará comprimidos de Fexadrol. Portanto, por essa e outras razões, os cientistas desenvolvedores chamam esse composto de "pílula imaginária", uma descoberta extraordinária que permitirá ao Fexadrol trazer respeito próprio a todos no processo de perda de peso saudável. Sério!

Qual a Composição?


Benefícios do Fexadrol


Como Usar Fexadrol

Fexadrol vem em cápsulas, portanto, cada frasco contém 60 cápsulas. Recomendamos o uso de duas cápsulas por dia, uma antes do almoço e outra antes do jantar. Além disso, os especialistas em nutrição clínica e perda de peso recomendam o uso de Fexadrol por pelo menos 3 meses para obter resultados claros e garantidos. Afinal, Fexadrol funciona Mesmo!

Comprar Fexadrol
submitted by farmed0314 to u/farmed0314 [link] [comments]


2020.10.17 05:38 POL4RGTS • 𝗨𝗺 𝗱𝗼𝘀 𝗰𝗮𝘀𝗼𝘀 𝗱𝗲 𝗱𝗲𝘀𝗮𝗽𝗮𝗿𝗲𝗰𝗶𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼 𝗺𝗮𝗶𝘀 𝗺𝗶𝘀𝘁𝗲𝗿𝗶𝗼𝘀𝗼𝘀 𝗱𝗲 𝗣𝗼𝗿𝘁𝘂𝗴𝗮𝗹. 𝗥𝘂𝗶 𝗣𝗲𝗱𝗿𝗼. •

No dia 4 de março de 1998, em Lousada, Portugal, Rui Pedro Teixeira Mendonça pegou a sua bicicleta após o almoço, por volta das 14 horas da tarde, e apareceu no escritório de sua mãe que ficava perto de sua casa. Ele foi até ela para perguntar se podia sair com seu amigo, Afonso Dias, um caminhoneiro de 22 anos. Sua mãe negou o pedido e disse para ele brincar no campo que era um terreno baldio que era usado para pista de cavalos, atrás de seu escritório.
Por volta das 17:09 da tarde, o tutor de Rui Pedro ligou para os pais porque a criança não compareceu à aula. Eles rapidamente começaram a procurar Rui, porque era estranho já que ele nunca havia faltado.
Após não acharem Rui Pedro pelo bairro, eles entraram em desespero e logo um grupo de busca foi formado. Um vizinho encontrou a bicicleta de Rui escondida atrás de arbustos no mesmo terreno baldio onde ele estava brincando mais cedo.
Como Rui Pedro havia dito à mãe que ele estava planejando se encontrar com seu amigo Afonso, a polícia então o questionou, perguntaram se ele havia visto Rui e ele disse apenas que não, de uma maneira calma. Mais tarde, algumas pessoas disseram que havia visto Rui Pedro conversando com Afonso no terreno baldio dentro de um carro Fiat Uno Preto.
O caro que Afonso estava era de seu irmão. Segundo ele, havia emprestado o carro para Afonso para ele ir ao hospital, mas mais tarde foi confirmado que ele nunca foi até o hospital pois passou o dia inteiro dirigindo pela cidade.
Afonso Dias estava em alterado estado emocional enquanto era interrogado e simplesmente respondeu que não sabia o paradeiro do garoto, mas que a polícia "deveria fechar as fronteiras, pois provavelmente ele estaria muito distante a caminho de outro país”. Alcina Dias disse que Rui estava extremamente nervoso e chorando quando saiu do veículo, dizendo que Afonso o havia forçado a encontrá-la.
Alcina acrescentou que ela tentou acalmar o garoto e perguntou se sua mãe sabia que ele estava lá, o garoto respondeu que não. Rui, em seguida, supostamente partiu no veículo de Afonso Dias. Ela tentou fazer seu depoimento, mas nunca conseguiu identificar Afonso pelo nome.
O padrinho de Rui lembra de ter recebido uma ligação específica de uma criança com a voz muito parecida com a de Rui chorando do outro lado do telefone, ele chamava desesperadamente pela mãe, mas a ligação caiu antes que ele pudesse falar algo.
Em abril de 1998, o comentarista político Nuno Rogério viajou para a Disneyland Paris com sua família. Durante a viagem, a família Rogério tirou várias fotografias enquanto passeava; uma dessas fotos mostra um garoto sentado atrás da família que se parecia muito com Rui Pedro.
Sentado ao lado do garoto está um homem de 40 anos vestindo uma jaqueta vermelha. A polícia portuguesa confiscou as fotografias para uma análise mais aprofundada, mas nenhum progresso foi feito em relação a esse avistamento.
Em 1 de setembro de 1998, policiais prenderam uma operação internacional de pornografia infantil chamada The Wonderland Club. A polícia confiscou mais de 750.000 imagens e vídeos, representando 1.263 crianças diferentes sofrendo abusos sexuais. 16 crianças foram identificadas no vídeo por parentes. Dentre essas fotos, supostamente estava Rui Pedro porém a polícia suspeitou que ele tivesse sido assassinado por seus sequestradores depois de ter sido abusado diante das câmeras por outros membros de um círculo de pedófilos.
Segundo algumas fontes, a mãe de Rui e a Interpol chegaram a falar que era realmente ele nos vídeos e nas fotos, mas a polícia portuguesa descartou essa evidência. Segundo algumas fontes, havia um pedófilo do The Wonderland Club que estava morando em Portugal naquela época.
Na Suíça, foi ouvido um garoto dizer em um restaurante em 2007: "Eu sou raptado de Famalicão e a mim ninguém procura". A polícia não informou, dizendo que a pista não era consistente. Também foi apontado que poderia ser Rui Pereira, desaparecido dois dias antes de Rui Pedro.
No primeiro dia do desaparecimento de Rui Pedro, diversos de seus amigos relataram na delegacia que Afonso estava obcecado com Rui. Ele sabia tudo sobre a vida do garoto, onde ele estava, com quem estava e o que faria no dia seguinte.
No primeiro dia do desaparecimento de Rui Pedro, diversos de seus amigos relataram na delegacia que Afonso estava obcecado com Rui. Ele sabia tudo sobre a vida do garoto, onde ele estava, com quem estava e o que faria no dia seguinte.
Mas a polícia acabou descartando, achando que eles estavam mentindo. Somente em 2011 essas crianças foram tidas como testemunhas confiáveis. No mesmo ano, Alcina Dias finalmente o identificou em um tribunal.
Um ano antes do desaparecimento de Rui Pedro, sua irmã chegou a relatar que Afonso tirou diversas foto dela e de Rui, algo que ele nunca tinha feito antes.
Em 3 de outubro de 2014, Afonso Dias foi condenado a três anos de prisão pelo sequestro do menor durante a tarde do seu desaparecimento, e não para o próprio desaparecimento. Em 18 de março de 2015, foi levado para a prisão por seu advogado depois do mandado de detenção.
Ele cumpriu uma sentença de três anos, que foi reduzida para dois anos por bom comportamento. Em Março de 2017, Afonso saiu da prisão em liberdade condicional após ter cumprido dois terços da pena.
“As pessoas já perceberam que nada tive a ver com o desaparecimento. Se eu fosse culpado, não conseguia viver em Lousada e ninguém gostaria de mim”, constata.
“Fui uma vítima neste processo. Aliás, eu e o Rui Pedro fomos as duas vítimas”, acrescenta, reafirmando a sua inocência e salientando que foi alvo de grande injustiça.
Em 28 de janeiro de 2020, Rui Pedro celebrou o seu 33º aniversário e a mãe, mais uma vez, recordou-o com saudade. Em uma carta arrepiante e cheia de emoção, Filomena Teixeira recorda o filho e deixa-lhe palavras de amor.
Uma carta dura, publicada no jornal ‘Terras do Vale do Sousa’, na qual a mãe manifestou o seu amor eterno por Rui: “E agora já com 33 anos, que aspeto tens? Como estás? Parabéns meu filho! Onde quer que estejas, recebe este abraço apertadinho tão nosso… e muitos beijinhos”.
Filomena Teixeira, mãe de Rui, relatou que o seu pai gastou todo o dinheiro que podia à procura do neto, para aliviar a dor da família, e que era chamada para ver vídeos de pedofilia. “Vi coisas horríveis. A partir das 4 horas da manhã é que se consegue ver os pedófilos atuar.
”Mostravam-me crianças a serem violadas e eles a terem prazer com o choro. Masturbavam-se à custa disso. Estava a ver as imagens, para ver se algum deles era o meu, e cheguei a um ponto em que não conseguia mais".
Rui Pedro continua desaparecido até nos dias de hoje, o caso criminal marcante, nunca teve uma explicação confirmada.
submitted by POL4RGTS to historias_de_terroor [link] [comments]


2020.10.16 22:20 entreter-se Como Fazer Escondidinho Saudável (batata-doce)

Como Fazer Escondidinho Saudável (batata-doce) Imprimir

Escondidinho Saudável

Quer uma receita saborosa e saudável para o almoço? Você pode preparar um escondidinho saudável. A receita leva batata-doce, creme de queijo minas e carne branca. O prato rende até seis porções e demora apenas 40 minutos para ficar pronto.

Ingredientes

4 batatas-doces
½ colher (sopa) de azeite
½ colher (chá) de sal
1 embalagem de creme de queijo minas light
1 colher (chá) de tomilho
1 colher (chá) de alecrim
Recheio:
1 peito de frango sem pele e sem osso
1 folha de louro
1 cebola pequena
1 dente de alho
1 tomate
1 colher (sopa) de azeite

Modo de Preparo

  1. Cozinhe as batatas-doces por cerca de 50 minutos, até que, ao espetar um garfo, elas estejam macias.
  2. Amasse-as com um espremedor de batatas ou com um garfo. Passe por uma peneira para retirar os fiapos. Misture o azeite, o sal e 1 colher (sopa) do creme de queijo e reserve.
  3. Em uma tigela, misture o restante do creme de queijo minas com as ervas e reserve.
  4. Cozinhe o peito de frango com a folha de louro por cerca de 40 minutos e, assim que estiver cozido, retire-o da água e deixe esfriar um pouco.
  5. A seguir, desfie-o. Pique a cebola, o alho e o tomate em pedaços bem pequenos. Refogue-os no azeite e acrescente o frango desfiado, o orégano e o sal.
  6. Acrescente ½ xícara (chá) de água e deixe cozinhar por mais 3 minutos.
Em uma travessa de 16 x 16 cm, espalhe o recheio e cubra-o com o creme de queijo e ervas. 7. A seguir, coloque o purê de batata-doce e salpique queijo ralado por cima. Leve ao forno médio (180 ºC) preaquecido por 30 minutos.
O post Como Fazer Escondidinho Saudável (batata-doce) apareceu primeiro em Receitas de Domingo.
#recipes https://ift.tt/2T1U4Zu
submitted by entreter-se to ReceitasDeDomingo [link] [comments]


2020.10.16 15:20 entreter-se Como Fazer Batata Doce Assada com Curry

Como Fazer Batata Doce Assada com Curry Imprimir

Batata Doce Assada com Curry

Está procurando um ótimo complemento para seus almoços com sua família? Então confira e aprenda a preparar essa batata doce assada com curry, que é uma versão assada fit da tradicional batata frita, afinal esse é um prato praticamente unânime, difícil encontrar quem não goste! Fica uma delícia e o melhor de tudo, não é frita. Também pode ser considerada mais saudável pois utiliza-se a batata doce. A batata doce é rica em fibras, fonte de ferro e vitaminas, faz parte da alimentação de muitas pessoas que fazem dietas e outras que malham, e das que apenas gostam.

Ingredientes

batata doce (a quantidade que preferir)
1 fio de azeite de oliva
Curry em pó e sal a gosto

Modo de Preparo

  1. Descasque as batatas, cortando-as conforme sua preferência e tempere com curry em pó e sal a gosto.
  2. Regue com um fio de azeite. Leve ao forno e deixe assar até que as batatas estejam douradas.
  3. Sirva ainda quente com arrozintegral, uma carne, ou frango.
O post Como Fazer Batata Doce Assada com Curry apareceu primeiro em Receitas de Domingo.
#recipes https://ift.tt/31eydCr
submitted by entreter-se to ReceitasDeDomingo [link] [comments]


2020.10.15 23:20 entreter-se Receita de Rocambole de atum com legumes

Receita de Rocambole de atum com legumes
Mais uma receita fácil e deliciosa para você preparar para sua família. A receita de rocambole de atum com legumes é uma deliciosa opção para um almoço rápido e fica pronto em apenas 40 minutos! De formato cilíndrico, feito com massa comum de bolo e enrolado com recheio doce, como goiabada, doce de leite ou chocolate. Essa é provavelmente a primeira imagem que vem à cabeça quando ouvimos falar em rocambole, não é mesmo? Mas existe também uma versão de rocambole salgado. Então vamos aprender a fazer esse delícia. Bom Apetite.
Rendimento: 6 porções
Tempo: 40min
Dificuldade: fácil

Ingredientes do Rocambole de atum com legumes

Recheio

Modo de Preparar

1- Misture os ingredientes do recheio e reserve na geladeira.
2- Na batedeira, bata as claras em neve. Sem parar de bater, junte as gemas, uma a uma. Ainda sem parar de bater, adicione o sal e a farinha. Junte o fermento, misture com uma colher e reserve.
3- Unte uma fôrma de 25cm x 35cm, forre com papel-manteiga e unte novamente. Polvilhe com gergelim e espalhe a massa por cima.
4- Leve ao forno médio (180º C), preaquecido, por 12 minutos ou até firmar, sem deixar dourar. Retire do forno e desenforme sobre um pano de prato limpo e úmido.
5- Retire o papel-manteiga, com cuidado, e enrole a massa no pano. Deixe esfriar. Desenrole a massa depois de fria, espalhe o recheio sobre ela e enrole novamente.
6- Coloque em uma travessa forrada com alface e sirva.
O post Receita de Rocambole de atum com legumes apareceu primeiro em Receitas de Domingo.
#recipes https://ift.tt/33ZpsOi
submitted by entreter-se to ReceitasDeDomingo [link] [comments]


2020.10.12 18:44 Leozito42 As pessoas não levam rinite a sério

Só um aviso: eu não acho que rinite é a pior coisa do mundo, longe disso. Existem condições médicas muito piores e eu sou grato por ser saudável. Apenas acho que rinite é uma reação alérgica que muitas pessoas que nunca a experienciaram subestimam.
Sempre tive rinite por qualquer motivo. Poeira, flores, calor, estresse. Mas sempre foi só aquele nariz entupido e talvez um espirro ou dois. Isso até eu sair do bairro residencial que morava e me mudar pro centro, almoçando todo o dia na rua e andando junto com os carros e ônibus naquele calor horrível.
Hoje minha rinite evoluiu igual um pokémon e parece mais um demônio querendo tomar controle do meu corpo. Não só meu nariz tranca, como eu sinto dificuldade em respirar, (antes do COVID) garganta trancada, meu rosto incha e meu corpo esquenta, coceira, lágrimas... eu espirro a cada dez segundos até ficar tonto. Quando eu estou atacado não dá pra pensar direito, esquece estudo ou lição de casa. Também é impossível jogar, ler ou ouvir música, eu simplesmente não consigo prestar atenção. Me irrito muito fácil com qualquer pessoa por qualquer motivo. A única coisa que eu posso fazer é me trancar no quarto e espirrar fazendo inalação.
A pior parte é que nada resolve. Banho, inalação, remédios, nada. A única maneira de eu ter um dia normal é tomar um remédio que custa um almoço executivo por semana. E todos os dias, se eu esquecer uma dose sequer posso injetar alegra na veia que não surte efeito algum.
E como o título disse, ninguém me leva a sério. Todo mundo pensa que é só um desconforto e não faz ideia de como é difícil manter um bom humor e um pensamento coerente enquanto seu nariz quer te matar. Na maioria das vezes o professor não me deixa nem ir para o banheiro lavar meu rosto.
Fiz Enem como treineiro ano passado em plena primavera. Foi a pior experiência da minha vida. Eu lia e relia e calculava e recalculava cada questão e meu cérebro simplesmente não funcionava. Espirrava umas três vezes por questão e fui no banheiro mais de sete vezes assoar o nariz. Acabei saindo sem terminar a prova porque não queria atrapalhar o Enem de alguém que realmente estava fazendo pra passar.
É basicamente isso, não acho que os riniteiros são oprimidos nem nada, mas só queria desabafar aqui porque muita gente tira sarro e simplesmente não sabe o que eu passo quando o espírito de Slavoj Žižek decide baixar em mim.
funga PURE coça IDHEOLOGHY!
submitted by Leozito42 to desabafos [link] [comments]